A Flauta Doce na Musicalização Escolar e Não Escolar

por Jéssica Rodrigues dos Santos publicado 28/04/2017 13h59, última modificação 18/05/2017 15h48

flautadoceProfessor: Prof. Dr. Júlio Amstalden

Carga Horária: 30 horas

Local: Campus Taquaral - Unimep 

 

APRESENTAÇÃO

A flauta doce tem sido utilizada tradicionalmente, em diversos países e também no Brasil, como uma eficiente ferramenta em processos de musicalização, seja no âmbito da Escola ou fora dele, como, por exemplo, em projetos educativos do Terceiro Setor. No entanto, observa-se que os professores de Artes e Arte educadores em projetos educativos nem sempre estão capacitados a trabalhar com este recurso, não raramente desconhecendo-o por completo. Assim, torna-se pertinente o oferecimento de um curso de extensão que trate do uso da flauta doce como um recurso para a educação musical nos ambientes considerados.

 

OBJETIVOS

Capacitar professores de Artes da escola regular e Arte-educadores de projetos educativos do Terceiro Setor no uso da flauta doce como ferramenta em processos de musicalização.

 

PÚBLICO-ALVO

Professores de Artes das redes pública e particular; Arte-educadores de projetos educativos do Terceiro Setor  (ONGs, OSCIPs e outras organizações da sociedade civil).

 

PRÉ-REQUISITO

Não há pré-requisitos.

 

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 

Noções de leitura musical, técnica de sopro, técnica de digitação, duetos com flauta doce, noções de práticas pedagógicas em flauta doce.

 

METODOLOGIA

Aulas práticas e teóricas em grupo. As aulas práticas serão desdobramentos das aulas teóricas, de modo a considerar o solfejo e a execução na flauta como elementos constantemente associados. As práticas pedagógicas incluirão explicações associadas a dinâmicas práticas. 

 

MATERIAL DIDÁTICO

Flauta doce individual (a cargo dos estudantes), métodos para aulas coletivas de flauta doce (disponíveis na biblioteca), duetos e textos (a serem trazidos pelo professor). 

 

CORPO DOCENTE

Prof. Dr. Júlio Amstalden
Possui graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade Estadual de Campinas (1995) e mestrado em Artes pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1999). Atualmente é regente-coral e organista na Basílica Nossa Senhora do Carmo em Campinas e docente no Curso de Música Licenciatura da Universidade Metodista de Piracicaba, onde leciona Prática Coral, Flauta Doce e Práticas Pedagógicas. Tem experiência na área de Música, com ênfase em Instrumentação Musical e Regência Coral, atuando principalmente nos seguintes temas: música, educação musical, organaria, interpretações historicamente orientadas, coro, órgão, cravo, restauração histórica, organistas e catolicismo.