Smartphones e tablets ganham aplicativo do Enade

por renan.sales publicado 10/09/2018 13h34, última modificação 18/09/2018 15h14
Alunos poderão resolver as situações cadastrais e sanar todas as dúvidas pela plataforma

Os alunos que vão participar do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) agora poderão resolver na palma da mão as situações cadastrais e sanar todas as dúvidas. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) lançou o aplicativo do Enade para smartphones e tablets.

Disponibilizado para download no Google Play e na Apple Store, o aplicativo permite ao usuário consultar o cronograma completo, conferir as principais informações e verificar as perguntas frequentes. Além disso, o app também possui campos que permitem solicitar atendimento, realizar o cadastro e até mesmo preencher o Questionário do Estudante.

No último dia 14 de agosto, o Inep abriu o período de cadastro dos estudantes concluintes habilitados ao Enade 2018, que deve ser feito até dia 21 de novembro. Está aberto também o período para solicitação de atendimento específico e especializado.


O que é o Enade?

O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes é um processo avaliativo destinado aos alunos de todas as Instituições de Ensino Superior – IES do país. O exame acontece anualmente e é organizado e conduzido pelo Inep, vinculado ao Ministério da Educação e Cultura – MEC (Governo Federal).

O objetivo do Enade é acompanhar o processo de aprendizagem e o desempenho acadêmico dos estudantes considerando os conteúdos programáticos do curso de graduação, a competência para compreender temas exteriores ao âmbito da profissão escolhida e as habilidades para ajustamento às exigências decorrentes da evolução do conhecimento.

Participam do Enade 2018 os alunos da graduação presencial e a distância – EAD que estão em fase de conclusão dos cursos, ou seja, alunos que cursam o último ano da graduação (bacharel/tecnólogo ou licenciatura).

Os cursos participantes no Enade são definidos pelo Ministério da Educação e divulgados no site do Inep, no início de cada ano letivo. Vale lembrar que o intervalo máximo para a participação de cada área de conhecimento/curso é de 3 anos.

registrado em: