Você está aqui: Página Inicial / Pós Graduação / Stricto / Mestrado em Engenharia de Produção / Objetivos e Egressos

Objetivos e Egressos

por Thiago Garcia Tamosauskas publicado 31/10/2017 15h10, última modificação 08/05/2018 18h29

Objetivos do Programa e Perfil dos Egressos


Objetivos

O PPGEP tem os seguintes objetivos:

  • Formar recursos humanos com competência em pesquisa científica e tecnológica (P&D) e ensino em Engenharia de Produção e áreas correlatas;
  • Promover a integração da Universidade com as empresas da região, favorecendo a criação e a difusão de inovações tecnológicas, o compartilhamento de recursos humanos e materiais, e favorecendo, ainda, a incorporação e consolidação da tecnologia contemporânea.
  • Contribuir para o crescimento do nível tecnológico do setor produtivo, procurando identificar e estimular as vocações regionais e setoriais, possibilitando a formação de um número crescente de profissionais com competência para introduzir tratamento científico e tecnológico na solução de problemas industriais; 
  • Assessorar entidades empresariais, sindicais, governamentais e outras organizações quanto ao processo de modernização tecnológica.


Perfil do Egresso

Baseado nos objetivos do PPGEP, faz parte do perfil do egresso a competência na área de pesquisa científica e tecnológica (P&D) e ensino em Engenharia de Produção. Espera-se que o egresso possa promover a integração da Universidade com as empresas da região, favorecendo a criação e a difusão de inovações tecnológicas, o compartilhamento de recursos humanos e materiais e favorecendo, ainda, a incorporação e consolidação da tecnologia contemporânea.

Os egressos que atuam no setor industrial apresentam competências para introduzir tratamento científico e tecnológico na solução de problemas industriais e os egressos que atuam na área acadêmica têm por característica desenvolver pesquisas na área de engenharia de produção e atuar como docentes e em cargos administrativos em instituições de ensino superior particulares e públicas.

Por apresentar os cursos de Mestrado e Doutorado em Engenharia de Produção e estar inserido em uma instituição privada e confessional, o PPGEP distribui seus alunos em 3 categorias: Alunos Bolsistas com BOLSA CAPES-PROSUP (Dedicação 40 h); Alunos Bolsistas com TAXA CAPES-PROSUP (Dedicação 20 h) e Alunos não Bolsistas. Atualmente, o curso de Mestrado apresenta um total de 25 Bolsas de Estudo CAPES-PROSUP e o curso de Doutorado apresenta um total de 19 Bolsas de Estudo CAPES-PROSUP. Esta característica associada à localização do PPGEP resulta em um público diferenciado de alunos entre o mestrado e o doutorado.

O curso de mestrado apresenta uma abrangência regional, sendo que a maioria dos alunos reside em um raio de 120 km da cidade de Santa Bárbara d Oeste - SP, o que permite ter alunos das regiões de Piracicaba, Campinas, Sorocaba e São Paulo. Estes alunos são normalmente graduados nas áreas de Engenharia de Produção e demais Engenharias ou áreas afins, como por exemplo, Administração de Empresas. As dissertações são desenvolvidas com foco em problemas relevantes para a academia e para as indústrias desta região. É comum a presença de executivos, profissionais da indústria e alunos recém-graduados em cursos da região. Destaca-se também, no curso de mestrado, a procura por alunos de graduação em Engenharia da UNIMEP e de outras Faculdades e Universidades da região, assim como, alunos vinculados ao Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica e Tecnológica da UNIMEP.

O curso de doutorado apresenta uma abrangência nacional, contando com alunos dos seguintes estados: São Paulo; Maranhão; Amazonas; Minas Gerais; Paraná; Espírito Santo e Mato Grosso. Estes alunos estão, em sua maioria, vinculados à área acadêmica em IES particulares e públicas, dentre as quais destacam-se os CEFETs e os Institutos Federais. Dentre estes alunos, destacam-se no quadriênio de 2013-2016, 2 alunos de doutorado do Amazonas com Bolsa da FAPEAM (Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas).
Além disso, o curso de Mestrado do PPGEP tem crescentemente gerado candidatos ao curso de Doutorado. Observa-se, no entanto, que é mais frequente tal tipo de sequenciamento para alunos bolsistas. Bolsistas de Iniciação Científica e de Mestrado têm um envolvimento mais intenso com os laboratórios e com as atividades de pesquisa que estão sendo realizadas no ambiente da Universidade. Este fator incentiva a continuidade das pesquisas no âmbito do mestrado e do doutorado.

Ano a ano, o PPGEP tem conseguido atrair mestrandos e doutorandos que se graduaram em outras universidades, não só particulares, mas também públicas. Da mesma forma, profissionais que atuam no mercado de trabalho da região continuam nos procurando para a confirmação de seus estudos, tanto de atualização e aprofundamento, quanto de preparação para uma carreira paralela de docência. Esta característica, que nos acompanha desde o início do Programa, tem colaborado para um enriquecimento de nossa produção científica sob a ótica de conhecimento da realidade industrial regional.

Ainda sobre o corpo discente, o PPGEP finalizou o ano de 2016 com um total de 61 alunos regularmente matriculados, sendo 36 no curso de doutorado e 24 no curso de mestrado. Em 2016 ocorreram 5 defesas de Doutorado e 15 defesas de Mestrado, sendo que, no quadriênio 2013-2016 ocorreram 24 defesas de Doutorado e 52 defesas de Mestrado.

Com relação aos doutorandos formados no quadriênio 2013-2016, destacam-se: Localização: 58% - Estado de São Paulo, 17% - Estado do Espírito Santo, 13% - Estado de Minas Gerais e 4% - Estado do Amazonas, 4% - Estado do Maranhão e 4% - Estado do Paraná 1; Formação da Graduação: 46% em Administração de Empresas, Economia ou Ciências Contábeis, 25% em Engenharia, 17% em Matemática e 16% em Outras Áreas (Arquitetura e Urbanismo, Tecnólogo e Ciências da Saúde ou Biológicas); Formação no Mestrado: 50% em Administração de Empresas, Economia ou Ciências Contábeis, 37,6% em Engenharias (sendo que: 25% em Engenharia de Produção, 4,2% em Engenharia Mecânica, 4,2% em Engenharia Agrícola e 4,2 em Engenharia Civil), 8,3% em Ciência do Ambiente e Sustentabilidade e 4,2% em Matemática; Atuação Acadêmica: 88% com atuação docente, sendo que: 62% em Universidade Federal, Estadual ou Institutos Federais (UFES, IFPR, CEFET-Araxá-MG, UFABC, UFMS, IFSP, UFMA, UFAM e Academia da Força Aérea) e 26% em IES particular ou comunitária; Atuação Profissional: 12% atuam em Indústria; Egresso PPGEP: 21% são alunos egressos do Curso de Mestrado do PPGEP; Egresso da UNIMEP: 13% são alunos egressos de Cursos de Graduação da UNIMEP; Intercâmbio Internacional: 8,0 % dos alunos fizeram um intercâmbio Internacional (Doutorado Sanduiche).


Com relação aos mestrandos formados no quadriênio 2013-2016 destacam-se: Localização: 96% - Estado de São Paulo e 4% no Estado de Minas Gerais; Formação da Graduação: 67% em Engenharia, sendo que: 33% em Engenharia de Produção ou Industrial, 9% em Engenharia Mecânica, 8% em Engenharia Elétrica, 8% em Engenharia de Controle e Automação, 6% em Engenharia Química, 2% em Engenharia Civil e 2% em Engenharia Ambiental; 19% em Administração de Empresas, Economia ou Ciências Contábeis; 10% em Tecnólogos e 4% em Matemática ou Física; Egressos UNIMEP: 46% são egressos da UNIMEP; Atuação Profissional: 60% com atuação docente e acadêmica, e 71% com atuação em Indústrias (existem egressos que atuam tanto na indústria quanto na área acadêmica).

Merece destaque que em 2015, o aluno egresso de doutorado Renato Fonseca Alves de Andrade recebeu o Prêmio Jabuti. Este prêmio refere-se ao livro Gestão dos Jornais Brasileiros na Internet: Um Estudo Sobre os Fatores de Aceitação, o qual é resultado de sua tese de doutorado.