Você está aqui: Página Inicial / msg / comunicados / 2020 / portarias / anexos / Notícias Americano / Diretor de escola Metodista do Peru visita o Colégio Americano

Diretor de escola Metodista do Peru visita o Colégio Americano

por Colégio Metodista Americano — publicado 22/09/2010 18h57, última modificação 17/06/2020 18h26
Guillermo Yoshikawa Torres, do Colégio América, veio conhecer estudantes que participam do programa de intercâmbio

O diretor do Colégio América, da cidade de Callao, no Peru, veio ao Brasil fazer uma visita ao Colégio Metodista Americano. Guillermo Yoshikawa Torres conheceu, na manhã desta quarta-feira (22/09), os estudantes que participam do programa de intercâmbio promovido pelas duas escolas.

O objetivo do encontro foi conhecer mais sobre a escola e conversar com os(as) jovens que irão ao Peru. No dia 28 de setembro, 12 alunos(as) peruanos(as) chegam a Porto Alegre para ficar hospedados(as) nas casas de estudantes(as) do Americano. Os(as) brasileiros(as) vão ao Peru no dia 11 de novembro e serão recebidos por famílias de alunos(as) do Colégio América. A duração do intercâmbio será de dez dias.

Em um ambiente descontraído, ele agradeceu a todos que irão hospedar os(as) jovens peruanos(as), e também respondeu a perguntas dos(as) alunos(as) e professores(as). O diretor falou sobre o clima e os costumes da cidade de Callao, e explicou que na escola, que tem 1132 alunos(as), é obrigatório o uso de uniforme. Os(as) intercambistas devem usar o uniforme da sua escola, no caso, o Americano.

Para Yoshikawa, o intercambio é a melhor maneira de aprender sobre determinado país ou cultura, é uma forma de entender a história daquele lugar no seu próprio ambiente. “Os intercambistas não serão visitas, vão fazer parte da família e devem se adaptar aos programas e costumes familiares. Claro que não serão obrigados a nada, podem escolher se querem ou não participar de certas atividades. Mas recomendamos que as façam”, ressalta o diretor.

A professora de língua Espanhola do Americano, Letícia da Silveira Martin, responsável pelo intercâmbio, conta que o objetivo principal é proporcionar aos(as) alunos(as) a vivência do idioma e de uma cultura nova.. O diretor enfatizou a importância de que os(as) intercambistas não falem português no Peru, para praticar o espanhol. E que assim também deve ser com os(as) peruanos(as), para aproveitarem melhor a oportunidade de aprender nossa língua.

Assessoria de Imprensa
Colaboração: Bruna Carpenedo