Você está aqui: Página Inicial / msg / comunicados / 2020 / portarias / anexos / Notícias Americano / Espetáculo “Por um mundo melhor” dá início ao 16º Congresso Infantil

Espetáculo “Por um mundo melhor” dá início ao 16º Congresso Infantil

por Colégio Metodista Americano — publicado 13/07/2007 15h39, última modificação 17/06/2020 18h21
Evento segue com passeata pela paz e deve reunir cerca de 400 pessoas entre estudantes, familiares e professores(as) na quinta-feira (12/07)

O espetáculo “Por um mundo melhor” abriu as cortinas para o 16º Congresso Infantil: “Criança Vida”, promovido pelo Colégio Metodista Americano. A peça apresentada pelas crianças da educação infantil até a 4ª série abordou o tema do encontro “As oito metas do milênio” e falou de amizade, oportunidades, infância, família, fé, esperança.

O primeiro dia do Congresso (11/07) reuniu, além dos(as) estudantes, professores(as) e familiares do Americano, alunos(as) dos Colégios Metodistas União, de Uruguaiana, e Centenário, de Santa Maria. Os(As) pequenos(as) ensaiaram cerca de um mês e apresentaram um espetáculo digno de muitos aplausos. Ao término da manhã e pela parte da tarde ainda foram realizadas oficinas de nutrição, judô, dança e pinturas, entre outras. As escolas públicas Roque Calage e Rio Branco, ambas de Porto Alegre, também participam do Congresso.

A diretora geral da Rede Metodista de Educação do Sul, professora Adriana Menelli de Oliveira, esteve presente no evento e ressaltou a importância do encontro para as crianças. “Durante o Congresso Infantil, os(as) alunos(as) se reúnem para discutir temas sobre a sociedade, o futuro e também o que está acontecendo com eles(as) nos dias de hoje. O Congresso nasceu com o objetivo de tornar as crianças mais conscientes sobre a sua condição perante o mundo. É por isso que este evento já acontece há 16 anos no Americano. Nós trabalhos atualmente para fortalecer a base de futuros adultos conscientes”, garantiu.

As “oito metas do milênio” foram criadas através de parâmetros estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 2000, e assumidas como compromissos pelos países membros para enfrentar os desafios globais mais urgentes nos campos econômico, social e ambiental. As metas são acabar com a fome e a miséria, educação básica de qualidade para todos, igualdade entre sexos e valorização da mulher, reduzir a mortalidade infantil, melhorar a saúde das gestantes, combater a AIDS, malária e outras doenças, qualidade de vida e respeito ao meio ambiente.

Segundo a coordenadora da educação infantil e das séries iniciais do Americano, professora Débora Heineck, os(as) alunos(as) estudaram muito o tema. “Eles(as) realizaram trabalhos, pesquisas na internet, leram materiais da ONU e artigos de jornais, viram filmes. Os(As) menores trabalharam com histórias infantis, que sempre traziam algo relacionado ao assunto”, afirmou.

De acordo com a coordenadora pedagógica da educação infantil e das séries inicias do Centenário, Rejane Cavalheiro, o trabalho de reflexão com as crianças relacionando valores, desenvolvimento e posicionamento delas como cidadãos em relação ao mundo é muito importante. “Atividades como esta onde a Rede promove a integração entre os colégios metodistas têm que ser aproveitadas. O contexto todo, da viagem, do teatro, do aprendizado nas oficinas e na integração com outros(as) estudantes é muito bom para os(as) alunos(as)”, comentou. Segundo ela, os(as) estudantes que participam parte do Congresso serão os “multiplicadores” aos alunos(as) de Santa Maria, que não puderam estar presentes no encontro.

A professora do União, Liziane Pouey, ressaltou a importância da integração do grupo metodista. “A experiência é muito construtiva porque, além de discutir sobre as metas que são fundamentais para a formação deles(as), as crianças participam de outro ambiente, conhecem novas crianças, se dão conta que fazem parte de um grupo maior, juntamente do Americano e do Centenário”, afirmou.

O Congresso tem continuidade na próxima quinta-feira (12/07), quando os(as) estudantes realizam, às 9h, a “Passeata pela Paz”. A caminhada começa no Americano (Rua. Dr. Lauro de Oliveira, 71) e vai até a Igreja Metodista Wesley (Rua São Vicente, 180), onde ocorre o culto de encerramento. A atividade se repete às 14h com as turmas do turno da tarde. Mais de 400 estudantes, entre dois e 11 anos, estarão envolvidos(as) na passeata.

Jornalista responsável: Vanessa Mello
Colaboração e fotos: Caroline Alves