Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Aluna de educação física, aos 50 anos, é destaque no powerlifting

Aluna de educação física, aos 50 anos, é destaque no powerlifting

por Universidade Metodista de Piracicaba — publicado 14/09/2015 12h09, última modificação 26/04/2016 18h52

Mãe, avó, personal trainer, atleta e estudante são algumas das faces de Rosangela Mendes Santos, 50, aluna do 8º semestre do curso de educação física. A história dela, contudo, é de superação. Após terminar um  casamento de 20 anos, estava com três filhos para criar e baixa autoestima. Nesse momento, resolveu que sua vida precisava mudar. Entrou em uma academia e, treinando duro, despertou a atenção dos seus instrutores, que a incentivaram a praticar uma modalidade esportiva, de levantamento de peso, chamada powerlifting. Após algumas competições bem-sucedidas, decidiu que queria ir ainda mais longe e cursar educação física na Unimep. Hoje, Rosângela é campeã mundial de powerlifting na sua categoria.

O powerlifting é composto por três movimentos básicos: agachamento, levantamento terra e supino. Realizando esses três exercícios, Rosângela conquistou, em 2014, o 1º lugar na categoria Master do Campeonato Mundial de Powerlifting do Global Powerlifting Commitee, na cidade de Puerto Iguazú, Argentina. A unimepiana levantou 140 quilos no agachamento, 80 quilos no supino e 150 quilos no levantamento terra.

Mais que força, o esporte também transformou a vida  da aluna: “as pessoas me param na rua, perguntam o que faço, querem correr comigo. Antes tinha muita vergonha do meu corpo, não olhava as pessoas nos olhos. Quando entrei na academia, em 2000, procurei fazer amizades, comecei a conversar com os professores. Foi aí que recebi convites para participar de provas de levantamento e, em 2007, participei da 1ª competição em Monte Alto, Minas Gerais. Peguei amor a esse esporte e percebi que era isso o que queria para minha vida”, conta Rosangela.

LEVANTANDO SONHOS

Também por conselho dos professores, entrou na Unimep, em 2010, e não se arrepende: “acredito que adquiri muito conhecimento. Não adianta você fazer algo sem conhecer seu corpo. Estudar é difícil, principalmente para uma pessoa que já possui filhos. A cabeça não está tão concentrada. Casei com 14 anos, na época não possuía instrução nem imaginava que poderia ter chegado onde cheguei. Mudou muito minha vida”, conta.

Rosangela Mendes dá uma dica para quem deseja uma vida de atleta: “vá em frente, confie em você e não pense nas críticas. Foque somente no seu corpo, se enquadre no que você gosta. Todo exercício físico faz bem para a mente. Busque algo que você ame e lute por isso.”


Texto: Serjey Martins
Fotos: Bob Calligaris
Edição/coordenação: Celiana Perina
Última atualização:  14/09/2015

registrado em: