Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Aluno de educação física da Unimep irá atuar nas Olimpíadas como jornalista esportivo

Aluno de educação física da Unimep irá atuar nas Olimpíadas como jornalista esportivo

por Angela Rodrigues publicado 20/07/2016 08h00, última modificação 02/08/2016 12h13

Vivenciar o cotidiano de atletas de alto nível já é bom. Participar dos Jogos Olímpicos, o mais prestigiado evento multidesportivo do mundo, é ainda melhor. Esse é o sonho que virou realidade para Rodrigo Quizi, 23, aluno do 4º semestre do curso de bacharelado em educação física da Unimep. Ele vai trabalhar como jornalista esportivo, na Olimpíada Rio 2016, elaborando matérias sobre a modalidade voleibol para o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e Comitê Olímpico Internacional (COI). Rodrigo é membro da Federação Internacional de Voleibol (FIVB) e foi aprovado nas etapas de credenciamento da Olimpíada, que concedeu uma credencial específica para os eventos do voleibol de quadra. Os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro ocorrem entre os dias 5 e 21 de agosto.

Parte da rotina de Rodrigo será entrevistar os atletas e fotografar as partidas classificatórias, quartas de final, semifinal e final da modalidade feminina e masculina de vôlei. Além disso, ele também fará reportagens especiais para o site Zona de Ataque, o qual administra, e para alguns veículos de comunicação que não conseguiram credenciamento.

Grandes expectativas

A emoção é grande para Rodrigo. “A sensação é a melhor possível, é muito gratificante ter a oportunidade de poder estar perto de grandes nomes do vôlei. Apesar de conhecer boa parte das brasileiras, não conheço as atletas estrangeiras, então estou bastante empolgado. Confesso que fiquei extremamente feliz quando peguei em meu cartão de identificação e credenciamento olímpico. Ele dá acesso ao Centro de Mídia, no Maracanãzinho (que será o palco do vôlei), ao refeitório dos jornalistas e a possibilidade de estar tão próximo à quadra e ter contato com todos os atletas após as partidas”, conta o universitário.  

O aprendizado não ficará de fora: “espero muito crescimento profissional e pessoal, pois é uma experiência única e incrível, o mundo todo estará voltado aos Jogos. Muitos atletas e comissões técnicas visam esta competição, espero aproveitar todos os momentos. Quero agregar esta oportunidade ao meu curso, desde movimentos técnicos dos atletas até mesmo a preparação física das maiores potências do vôlei, além, claro, de outras oportunidades neste meio", acrescenta.

Texto: Serjey Martins
Edição: Celiana Perina
Fotos: acervo pessoal
Última atualização: 02/08/2016