Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Aluno de filosofia, também ator, aproxima teatro do público

Aluno de filosofia, também ator, aproxima teatro do público

por Universidade Metodista de Piracicaba — publicado 23/03/2015 16h25, última modificação 26/04/2016 18h52

Até o próximo dia 29 de março, as exposições públicas do aluno do 3º semestre de filosofia da Unimep, Paulo Augusto de Pinho Neto, poderão ser vistas além das salas de aula do campus Taquaral. Ator há 28 anos, Neto é um dos protagonistas do espetáculo Mentira em temporada na Casa do Marquês, localizada no bairro Monte Alegre, em Piracicaba. A montagem tem entrada gratuita e recebe apenas 20 espectadores por apresentação, sempre das quintas-feiras aos domingos, a partir das 20h.

Conhecido nos palcos como Paulo Barcellos, ele conta que a peça é um tipo de produção com temporada mais longa e possui uma outra qualidade de relação com a cidade “A Casa do Marquês é um prédio composto por antigas salas de aula, espaços pequenos para um teatro, fomos gostando dessa relação e acabamos optando por essa proximidade e intimidade com o público”, detalha ele.

A montagem Mentira apresenta a trajetória de uma antropóloga da Funai na busca de um índio isolado em Rondônia e a relação perigosa que ela estabelece com um casal de pecuaristas donos de uma grande fazenda na região. Na peça, Barcellos interpreta o latifundiário. O espetáculo é resultado de parceria entre o Coletivo Bruto de São Paulo e o Coletivo Estalo de Piracicaba. “Nos desafiamos a vasculhar “algumas gavetas” onde estão escondidos vestígios da formação do Brasil, especialmente do interior dos estados, e que nos chamavam atenção por conjugar aberrações históricas com uma paisagem de aparente “normalidade”, conta o unimepiano.

A equipe da peça reúne, além de Barcellos, a diretora e gestora cultural Maria Tendlau como diretora artística; as atrizes Marina Henrique e Gabriela Elias, do Coletivo Estalo; Alexandre Dal Farra, dramaturgo e diretor teatral e o ator e pesquisador teatral Ney Piacentini.

Após o dia 29 de março, data que encerram as apresentacções em Piracicaba, o grupo pretende realizar temporadas curtas em algumas capitais do Brasil e participar de festivais nacionais e internacionais.

 

Texto: Angela Rodrigues
Fotos: divulgação
Coordenação/edição de texto: Celiana Perina
Última atualização: 08/04/2015

registrado em: