Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Alunos de arquitetura e urbanismo da Unimep realizam projeto extensionista na Apae de Santa Bárbara d'Oeste

Alunos de arquitetura e urbanismo da Unimep realizam projeto extensionista na Apae de Santa Bárbara d'Oeste

por Angela Rodrigues publicado 05/09/2017 05h00, última modificação 18/10/2017 13h24
Alunos de arquitetura e urbanismo da Unimep realizam projeto extensionista na Apae de Santa Bárbara d'Oeste.

A Faculdade de Engenharia, Arquitetura e Urbanismo (Feau) da Unimep, localizada no campus de Santa Bárbara d'Oeste, concluiu em junho a primeira etapa do projeto Oficina Cidade e Cidadania, que oferece ações extensionistas aos alunos da faculdade. Direcionada aos universitários do curso de arquitetura e urbanismo, a primeira etapa do projeto reuniu 27 oficinas para crianças, adolescentes e adultos da Apae. A participação dos universitários é voluntária e a segunda etapa da iniciativa está prevista para 2018.

O projeto faz parte do convênio de cooperação técnica e científica existente entre a Unimep e a Apae da cidade, e é coordenado pelos professores Natanael Macedo Jardim, coordenador do curso de arquitetura e urbanismo, e pelo docente dos cursos de engenharia e química, Lorival Fante Júnior. “Os estudantes tiveram a experiência prática da monitoração e integração de pessoas com deficiência. Esse projeto materializa a dimensão extensionista da formação da cidadania”, conta o professor Natanael, o Tim.

PRÁTICA E INCLUSÃO

Ao longo das 11 semanas do projeto, as oficinas exploraram espaços distintos da universidade, como os laboratórios e ateliês, e também do município, por meio de visitas programadas. No dia 21 de junho, os resultados desta primeira etapa foram apresentados para a comunidade do campus de Santa Bárbara d'Oeste, no Anfiteatro Grená.

Todos os projetos vinculados ao convênio visam contribuir na formação das duas partes. Em relação ao corpo social (alunos, técnicos e docentes) da Feau, o objetivo é promover ações extensionistas que contribuam para a formação teórica e técnica e a cidadania. Já para os alunos da Apae, o intuito é realizar o desenvolvimento de habilidades que favoreçam a inclusão tanto no trabalho quanto na sociedade.

“As atividades foram muito importantes para os alunos porque os aproximou de uma universidade. É por meio de iniciativas como essa que quebramos preconceitos relacionados a pessoas com deficiência”, conta a coordenadora de saúde da Apae, Viviane Ribeiro. Ela e Helena Pio, coordenadora de Educação Profissional para o Trabalho, atuaram conjuntamente no projeto como coordenadoras técnicas da Apae.

Atualmente, o segundo projeto, chamado “Capacitação Profissional de Alunos da APAE - Panificação e Mestre de Obras”, foi elaborado mas não há previsão de início. Esse segundo projeto é coordenado pelo professor do curso de arquitetura e urbanismo, Eduardo Salmar, e pela coordenadora do curso de engenharia de alimentos da universidade, Patrícia Moraes. As atividades serão direcionadas aos alunos dos respectivos cursos.

 

Texto: Pedro Spadoni
Edição e coordenação: Celiana Perina
Fotos: Ivan Moretti 
Última atualização: 28/08/2017

 

registrado em: