Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Alunos de sistemas de informação se dedicam a projeto de robótica

Alunos de sistemas de informação se dedicam a projeto de robótica

por Universidade Metodista de Piracicaba — publicado 19/06/2015 09h09, última modificação 26/04/2016 15h52

Observar um robô seguir um caminho pré-determinado e automaticamente desviar de obstáculos foi uma das conquistas de 40 alunos do 7º semestre do curso de sistemas de informação da Unimep, ao final desse semestre. No entanto, o desenvolvimento do raciocínio e da lógica, a integração de conceitos de matemática, física, eletricidade, eletrônica e mecânica e de testes de equipamentos físicos que interagem e simulam equipamentos do mundo real, dentre outros elementos necessários ao projeto permanecerão por tempo indeterminado.

“A introdução à programação de microcontroladores oferece um diferencial para o profissional de sistemas de informação, que conhecerá este novo campo, que é muito amplo e cheio de oportunidades”, afirma Augusto Martins (foto ao lado), que cursa o 7º semestre do curso.

Todo esse aprendizado é fruto do projeto Robótica Computacional com Arduino (plataforma para desenvolvimento de projetos e automação e robótica) desenvolvido na disciplina Tópicos Especiais da graduação, ministrada por José Maria Cesário (ao centro na foto abaixo), docente do curso e também coordenador do MBA em gestão de projetos da Unimep. “O objetivo é unir os conhecimentos dos alunos com conhecimentos básicos de robótica, de forma que ele entendam como interagir com o mundo físico através de computadores, sensores, motores, robôs e outros”, afirma o docente, que coordena o desenvolvimento do projeto.

Ele acrescenta que a ideia é popularizar o conhecimento sobre robótica e interação de elementos computacionais com o mundo físico. “O projeto permite o acesso a conhecimentos e equipamentos de automação e robótica de forma que os alunos que nunca tiveram contato com o tema possam completar o projeto com um robô totalmente funcional”, aponta. Outro resultado prático é possibilitar a vivência de experiências semelhantes às que os estudantes encontrarão na trajetória profissional. “O fato da área de robótica ser multidisciplinar dá a oportunidade de cada aluno pensar e solucionar problemas, gerando discussões”, afirma Cesário. Para Valéria Maria D´Arezzo Zílio, coordenadora do curso de sistemas e informação da Faculdade de Comunicação da Unimep, a experimentação e o conhecimento de novas técnicas levam a exploração de caminhos que estimulam a capacidade de elaborar hipóteses, investigar soluções e estabelecer novas relações.

Ela destaca que o uso da tecnologia da robótica foi uma opção inovadora já que a disciplina tem ementa aberta justamente para que esta e outras tecnologias possam ser experimentadas. “Aos alunos foi possível conhecer e aplicar o conceito da robótica fazendo o uso de técnicas de programação e criatividade associadas à tecnologia de circuitos eletrônicos. Como a robótica pode ser usada em vários tipos de aplicações, que vão desde uma pequena tarefa de automação até operações muito delicadas na medicina, este tema é sempre muito interessante para profissionais de diversas áreas do saber”, afirma ela.

NA PRÁTICA 

“Ver o robô funcionando será motivo de orgulho e superação para mim. O projeto mostra outras formas de utilizar os conhecimentos de programação, aliando-os com as amplas possibilidades que o arduino nos traz. É uma ótima forma de aprender o básico da programação de microcontroladores, conceitos de eletricidade e utilizar a criatividade para iniciar os próprios projetos”, afirma o estudante Martins.

No projeto, o universitário faz protótipos de diversos circuitos utilizando a placa Arduino UNO e uma protoboard (placa de ensaio), além de usar sensores que exploram diferentes dados do mundo real, como temperatura e luminosidade.

“Nossa criatividade é instigada para que analisemos formas diversas de utilizar todo tipo de componentes eletrônicos. Além disso, temos o conteúdo teórico necessário para realizar as tarefas, como por exemplo, conceitos de eletricidade básica. E no final elaboraremos o nosso robô”, afirma Martins.


Texto: Angela Rodrigues
Fotos: Bob Calligaris
Edição/coordenação: Celiana Perina
Última atualização: 18/06/2015

registrado em: