Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Campus Santa Bárbara: vocação para a alta tecnologia

Campus Santa Bárbara: vocação para a alta tecnologia

por Universidade Metodista de Piracicaba — publicado 14/01/2015 11h36, última modificação 26/04/2016 18h52

O campus Santa Bárbara d´Oeste da Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep), especializado em estudos e pesquisas em alta tecnologia, completará 35 anos em fevereiro. Inaugurado em 1980, abriga a Faculdade de Engenharia, Arquitetura e Urbanismo (Feau), que oferece mais de 10 graduações, cursos de especialização lato sensu e também os cursos de mestrado e doutorado do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.


Atualmente, os mais de 2 mil universitários do campus Santa Bárbara d´Oeste contam com um corpo docente altamente qualificado formado por mais de 85% de mestres e doutores. No local eles dispõem de infraestrutura moderna: são 37 laboratórios para as atividades de ensino, pesquisa e extensão, modernizados com equipamentos de última geração. Dentre eles, está o Laboratório de Sistemas Computacionais para Projeto e Manufatura (SCPM), responsável pela organização e realização anual do Seminário Internacional de Alta Tecnologia. O evento é o mais importante do Brasil no que diz respeito à divulgação de novas tecnologias e processos inovadores de trabalho para a indústria.

A área de tecnologia é particularmente forte no campus e por este motivo a Unimep mantém diversas iniciativas e pesquisas de vanguarda em cooperação com organismos e instituições internacionais, além de parcerias com empresas da região. Dentre elas destacam-se os convênios com a Darmstadt University of Technology; a Technische Universitat Berlin (TUB), a Fraunhofer Institut für Produktionsanlagen und Konstruktionstechnik (FraunhoferIPK), todas na Alemanha, as parcerias com a empresa de consultoria Staufen Taktica, ligada ao Grupo Staufen, da Alemanha, e o convênio de cooperação técnico-educacional do Laboratório SCPM com a Volkswagen do Brasil.


Ainda no segmento acadêmico, existem no campus Santa Bárbara d´Oeste cinco grupos de pesquisa e projetos acadêmicos como o baja, desenvolvido por alunos de distintos cursos de graduação e de pós-graduação da Feau. Além disso, na área de pesquisa, existem também os projetos aprovados pela Capes para o Programa Brazilian-German Collaborative Research Initiative on Manufacturing Technology (Bragecrim): Componentes Inteligentes num Ambiente de Produção Inteligente SCoPE e Otimização do Processo de Micro Fresamento Micro-O.

 

HISTÓRIA


O professor Antônio Fernando Godoy, diretor da Faculdade de Engenharia, Arquitetura e Urbanismo do campus Santa Bárbara, conta que no dia 10 de outubro de 1975 a Unimep foi reconhecida pelo Ministério da Educação tornando-se a primeira universidade metodista da América Latina. Em novembro de 1975, foi autorizado o funcionamento da Faculdade de Tecnologia, com o curso de engenharia de produção, até então oferecido no campus Centro de Piracicaba.  

Em 1977, foi firmada uma parceria com a Prefeitura de Santa Bárbara para que os cursos de engenharia fossem transferidos ao município local. Nesse ano, começou ainda a ser oferecida a graduação de engenharia industrial.


Sendo assim, foi cedida uma área onde funciona hoje o campus barbarense pelo prefeito da época, Isaías Hermínio Romano. Dessa forma, uma parte dos cursos de engenharia funcionava em Piracicaba e outra parte em Santa Bárbara. As aulas ocorriam em um prédio da Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), que cedeu algumas salas, e os laboratórios continuavam em Piracicaba.


Em 1980, foi inaugurado o campus Santa Bárbara, com apenas o bloco 1. Na década de 90, foram feitos outros investimentos que resultaram em melhorias nos laboratórios e na construção de um prédio específico para a biblioteca, ao mesmo tempo em que surgiram novos cursos. Por exemplo, o curso de arquitetura e urbanismo foi criado em 1994, o de engenharia de controle e automação no ano de 1999, e outros passaram a ser oferecidos pela instituição tais como engenharia de alimentos, engenharia mecânica, engenharia química e de alimentos. Além disso, foram criados os cursos de engenharia civil, o de engenharia elétrica e o de química industrial, que há mais de 30 anos existem na cidade.


Os cursos mais novos são na área de graduação tecnológica: de fabricação mecânica, criado para atender a demanda da vinda das indústrias automobilísticas e autopeças para a região, e de processos químicos, ambos com duração de três anos.

No campus Santa Bárbara d´Oeste já foram formados quase 7 mil profissionais ao longo de sua história.


Texto:  Juliane Capelato publicado no jornal Diário de Santa Bárbara d´Oeste
Fotos: acervo Unimep
Última atualização: 14/01/2015

registrado em: