Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Carreira: educador físico tem mercado favorável

Carreira: educador físico tem mercado favorável

por Universidade Metodista de Piracicaba — publicado 09/05/2012 11h16, última modificação 26/04/2016 18h48

A procura pelo profissional de educação física é grande, segundo dados divulgados pelo  Conselho Federal de Educação Física (Confef). Existem mais de 17.400 academias no Brasil e apenas 230 mil profissionais formados nesta área. “Os cuidados com a saúde têm levado a população a desenvolver o hábito pela prática regular de atividades físicas e com a orientação do profissional desta área, seja por meio de trabalhos individualizados ou nas academias e clubes esportivos”, destaca Clauberto Costa, coordenador do curso de educação física da Unimep. 

Um dos diferenciais do curso da Unimep,  fundado há 41 anos, tem sido formar profissionais que possam atuar para atender a este boom de mercado.  De acordo com Costa,  toda a grade curricular, assim como os estágios e convênios do curso formam profissionais aptos para atuar como planejador; organizador; administrador; orientador de exercícios físicos, atividades esportivas e de recreação e lazer, em instituições públicas e privadas. 

O curso também se destaca por contar com laboratórios de ponta, essenciais para as vivências corporais, além do corpo docente, composto em sua maioria, por mestres e doutores.


 MUITO ALÉM

De acordo, com Costa, merece destaque a parceria entre o curso e a Secretaria de Esportes, Lazer e Atividades Motoras (Selam) de Piracicaba, que permite o oferecimento de bolsas, estágios e bolsa-atleta. Outra vantagem é a parceria com o mestrado em educação física. 

\"Professores da pós orientaram projetos de iniciação científica de alunos da graduação. Esses alunos recebem bolsas de estudo ou realizam trabalhos voluntários\", conta a coordenadora do curso de mestrado, Rozangela Verlengia.

Segundo ela, esta prática na universidade tem possibilitado aos estudantes da graduação, o acesso à pós-graduação. \"Uma realidade resultante da existência destes programas de iniciação científica, que cumprem também com a função de integrar o ensino de pós e o de graduação”, completa.  

ESCOLHA

A aluna Maristella Mortati Gullo (foto acima), 23, do 5º semestre,  sempre teve uma ligação forte com a atividade física. \"Desde a infância pratico esporte. Foram sete anos de natação, oito de balé e 12 anos como atleta federada de tênis, pelo Clube de Campo, prática qual mantenho até hoje. Sempre tive um pé também na parte cultural, praticando teatro, música e dança. Percebi que a educação física tem conexão com esta parte, foi por esta razão que decidi pela Unimep”, diz. 

“Escolhi a Unimep, pois além de ser uma universidade requisitada, sempre tive boas recomendações. A universidade prepara o aluno para entrar no mercado de trabalho e existem informações que a gente pode buscar fora do horário das aulas e que vão acrescentar ao nosso conhecimento”, ressalta Mércia Henrique do Nascimento da Silva, 27, aluna do 7º semestre. 

Victor Calheiros Crepaldi (foto abaixo), 21, do 5º semestre, cresceu praticando esportes. Ele é  triatleta desde 2007. \"Vivenciei a riqueza e o poder de transformação que o esporte pode proporcionar na vida das pessoas e isso me fez querer estudar educação física. A Unimep, além de contar com uma estrutura incrível, possui professores de muita qualidade. Estou adorando o curso, pois tenho a oportunidade de aprender dentro da universidade e aplicar os conhecimentos adquiridos nos estágios”, fala.  

PROFISSIONAL 

Ricardo Adamoli Simões, 36, trabalha com treinamento personalizado e avaliação física na Academia Performance. Ele graduou-se em educação física em 2007.  “A Unimep tem um diferencial significativo. A oportunidade de participar de programas de iniciação científica e extensão universitária foram especiais e extremamente relevantes em minha formação”, conta.   

Ricardo também fala sobre a carreira: “o mercado de trabalho está em alta, principalmente para as áreas voltadas à saúde, qualidade de vida e prevenção. A extensa comprovação científica dos benefícios do exercício físico para a saúde, divulgada em todas as mídias e a própria percepção das pessoas aumentaram a demanda por este profissional. Também  há oportunidades crescendo nas áreas de pesquisa e docência no ensino superior, treinamento desportivo e lazer”. 


Entrevistas/texto: Matheus Calligaris
Fotos: Fábio Mendes
Coordenação/jornalista responsável: Celiana Perina
Última atualização: 09/05/2012

registrado em: