Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Cepa e Prefeitura de Piracicaba promovem pesquisa sobre reciclagem

Cepa e Prefeitura de Piracicaba promovem pesquisa sobre reciclagem

por Universidade Metodista de Piracicaba — publicado 02/02/2012 11h07, última modificação 26/04/2016 18h48

A Faculdade de Gestão e Negócios (FGN) da Unimep e a Prefeitura de Piracicaba assinaram convênio para a realização de um projeto de pesquisa que tem como proposta levantar dados que comprovem como ocorre a reciclagem de materiais como, lubrificantes, papel, papelão, vidro,  entre outros, em empresas de Piracicaba. Com o trabalho foi possível levantar a grande parte dos materiais recicláveis,  dos  mais diversos ramos,  que passam pela cidade. 

Ao todo, foram levantados 333 empreendimentos, dos quais 78 apresentaram dados suficientes para realização da pesquisa. Entre os resultados obtidos descobriu-se que Piracicaba recicla ou reaproveita cerca de 12 milhões de toneladas/ano de material ferroso; 43 milhões de litros/ano de lubrificantes; 30,7 mil toneladas/ano de papel e papelão; 20,8 mil toneladas/ano de vidro; 4,8 mil toneladas/ano de areia de fundição. Desses materiais nem todos são gerados no município.

O projeto foi proposto pelo prefeito Barjas Negri, submetido à apreciação e por ele aprovado. Já a elaboração e a execução são assinadas pelas pesquisadoras e professoras do Centro de Estudo e Pesquisa em Administração (Cepa) da Unimep Ana Maria Carrão, também coordenadora do Cepa, e Maria Imaculada Montebelo, coordenadora da área de métodos quantitativos da Faculdade de Ciências Exatas e da Natureza (Facen). Também participou da iniciativa, o bolsista Ricardo de Souza, aluno do 3º semestre do curso de administração. 

“Foi uma experiência única poder trabalhar com profissionais de renome. Ter contato com as convergências entre o mundo organizacional e o acadêmico são alguns dos pontos imprescindíveis que destaco para a formação de um bom profissional”, afirma o estudante.


PESQUISA

Participaram da iniciativa empresas que reutilizam materiais recicláveis em seus próprios processos de fabricação; as que geram e não reutilizam, mas vendem; as que compram para utilização; as que compram, transformam em material reutilizável e vendem. E também aquelas que só comercializam.

Segundo Ana Maria, um dos motivos de a Unimep ter sido a instituição escolhida para a realização do projeto é o histórico de estudos realizados na área.  “Foram envolvidas entidades sem fins lucrativos, órgãos públicos e instituições de ensino. A diversidade das empresas é uma característica bastante interessante”, afirma Ana Maria. 

Já a professora Maria Imaculada destaca que o estudo revelou uma realidade rica em informações sobre atividades ligadas à geração e ao tratamento de materiais dos mais diversos processos produtivos.

A pesquisa teve apoio da prefeitura, do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) e da Associação Comercial e Industrial de Piracicaba (Acipi), que também colaboraram com informações de seus bancos de dados.


EXPOSIÇÃO

Os dados obtidos nesse trabalho foram apresentados durante a 1ª Exposição Ambiental, que ocorreu em outubro de 2011, no Engenho Central, onde as empresas tiveram a oportunidade de apresentar os projetos e resultados que visam à conscientização ambiental. 

“Podemos afirmar que os resultados obtidos atenderam as expectativas do governo local, a medir pela ênfase dada pelo prefeito Barjas Negri e pelo secretário de governo José Antonio de Godoy, na abertura do evento. A pedido de ambos, a apresentação dos resultados fez parte da programação da mostra e deverá constar nos anais do evento”, conta Ana Maria.
 
A expectativa é que esse trabalho prossiga em 2012 para ampliar os conhecimentos sobre os materiais e tratamentos existentes em Piracicaba.

Legenda foto: profa. Ana Maria, Ricardo de Souza e profa. Maria Imaculada 

Texto:
Elaine Pereira
Edição/jornalista responsável: Celiana Perina 
Fotos: Fábio Mendes
Última atualização: 02/01/2012

registrado em: