Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Com equações matemáticas, professora da Feau descreve o ciclo de vida de espécie de percevejo

Com equações matemáticas, professora da Feau descreve o ciclo de vida de espécie de percevejo

por ceperina — publicado 01/10/2017 03h00, última modificação 22/11/2017 13h28
Josemeri Jamielniak, professora da Faculdade de Engenharia, Arquitetura e Urbanismo (Feau) da Unimep, apresentou trabalho em que utiliza equações matemáticas para descrever o ciclo de vida do percevejo bronzeado.

Utilizar aplicações matemática para descrever a dinâmica de insetos agrícolas, urbanos e  florestais e, dessa forma, auxiliar especialistas e produtores em planos de controle de pragas. Foi com esse projeto que Josemeri Jamielniak, professora da Faculdade de Engenharia, Arquitetura e Urbanismo (Feau) da Unimep, marcou a sua participação no 1º Workshop de Modelagem Matemática e Computacional Aplicada a Dinâmica de Pragas e Inimigos Naturaus. A iniciativa ocorreu no Departamento de Entomologia e Acarologia da Esalq/USP.

No evento, Josemeri participou de duas atividades: foi palestrante e componente de mesa redonda. Na palestra, ela apresentou o trabalho de sua autoria “Modelo Matemático discreto para descrever a dinâmica populacional de Thaumastocoris peregrinus”. Nele, Josemeri utilizou equações matemáticas para descrever o ciclo de vida do percevejo bronzeado, inseto exótico com o nome científico Thaumastocoris peregrinus. A espécie apareceu no Brasil em 2008 e afeta a plantação de eucalipto. De acordo com a profª, a documentação referente ao seu controle populacional é escassa. “Nesse trabalho gostaríamos de verificar a eficiência da aplicação de controle químico e como o regime de chuvas poderia afetá-lo, usando equações matemáticas. O manejo da praga é importante devido aos danos à plantação de eucalipto causados”, afirma ela.

Além da palestra, Josemeri também participou de mesa redonda “Modelos Aplicados a Dinâmica Populacional de Pragas”. O debate teve como tema a importância de modelos matemáticos no auxílio de tomadas de decisões na área agrícola e no controle de pragas. “Para a Unimep, a participação neste evento auxilia na divulgação da universidade. Além disso, estabeleci novos contatos e parcerias com outros pesquisadores, os quais se disponibilizaram a apresentar seus trabalhos em eventos promovidos pelo curso de matemática”, destaca.

RESULTADOS

Josemeri conta que desde a graduação buscava aplicações para a matemática. “A matemática aplicada a processos biológicos foi a que mais me chamou atenção e, ao longo da minha vida acadêmica, tenho trabalhado com grupos de pesquisa de diversas universidades (UFPR, Unesp, Esalq, Unicamp), tanto na área epidemiológica quanto de ecologia”.

Do evento na Esalq, também participou o aluno do 4º semestre do curso de matemática (licenciatura) da Unimep, Deivison Gouvea. Josemeri acrescenta que por meio do evento, o estudante conheceu uma visão mais abrangente das aplicações da matemática em diferentes áreas de conhecimento, além de estabelecer contatos com diversos pesquisadores da área de biomatemática.

 

Texto: Angela Rodrigues
Edição e coordenação: Celiana Perina
Fotos: banco de imagens
Última atualização:
17.10.2017