Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Consumir alimentos com partes danificadas pode causar riscos à saúde

Consumir alimentos com partes danificadas pode causar riscos à saúde

por Universidade Metodista de Piracicaba — publicado 15/01/2016 10h49, última modificação 26/04/2016 18h53

O que fazer ao nos depararmos com o pãozinho que possui apenas um cantinho com bolor? Ou, então, com aquela fruta que possui pedaços passados, mas que, à primeira vista, podem ser retirados antes de a consumirmos?

Adriane Foganholo, nutricionista e coordenadora do Nutricentro, afirma que alimentos com essas características devem ser totalmente descartados. “Não é seguro consumir produtos com essas condições, pois as hifas dos fungos podem estar em outras partes e por ainda não serem visíveis a olho nu, as pessoas acham que cortando o pedaço estragado (visível) está resolvido”, afirma também Leda R. de Assis Favetta, coordenadora do curso de ciências biológicas.

Leda afirma que dentre as causas mais comuns da deterioração dos alimentos, estão falta de higiene no manuseio e na embalagem do produto, conservação em local inadequado e altas temperaturas. “Preferencialmente os alimentos devem ficar sob refrigeração e em embalagens herméticas para preservar as suas propriedades e evitar contaminação”. Várias podem ser as formas de contaminação dos alimentos, segundo destaca a coordenadora do Nutricentro, Adriane: “Podem ocorrer por sujidade, durante o preparo ou após, pela manipulação inadequada”, afirma ela. Mesmo os produtos industrializados, que contêm conservantes, devem ser descartados ao mínimo sinal de fungos ou outras bactérias.

CONSEQUÊNCIAS

Caso alimentos contaminados sejam consumidos, os efeitos no organismo dependem de alguns fatores, destaca a coordenadora Leda: “depende de como está o sistema imunológico da pessoa que ingerir o alimento deteriorado, o quanto o alimento está contaminado, o tipo de microrganismo que está causando essa contaminação, pois alguns são mais patogênicos que outros. Podem causar desde um ligeiro desconforto abdominal, gases, diarreia até intoxicação alimentar”, afirma.

Confira algumas dicas dadas por Adriane Foganholo para melhor conservação dos alimentos, em geral:

- Observe a aparência e sinta o aroma dos alimentos. Em caso de odores estranhos, descarte-os;

- Antes de comprar frutas obseve se possuem pequenos machucados, que são portas de entrada para contaminantes, fungos e bactérias;

- Compre produtos frescos e que não tenham sido muito manipulados, tanto frutas e legumes. No caso das verduras, quanto menos manipulação houver, melhor;

- Fique atento aos prazos de validade;

- Mantenha sempre os produtos na geladeira após o preparo.
 

Texto: Angela Rodrigues
Fotos: banco de imagens
Edição e Coordenação: Celiana Perina
Última atualização:  15/01/2016
 

registrado em: