Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Cursos de direito e medicina veterinária desenvolvem pesquisa para treinamento de cães farejadores que detectem o Covid-19

Cursos de direito e medicina veterinária desenvolvem pesquisa para treinamento de cães farejadores que detectem o Covid-19

por serjey.martins1 publicado 05/11/2021 09h00, última modificação 05/11/2021 15h25

Os cursos de direito e medicina veterinária da Unimep, representados respectivamente pelas professoras Cristhiane Schmidt e Andréa Pratti, uniram-se para desenvolver um projeto de pesquisa com cães farejadores que detectam o Covid-19 por meio do ar exalado e do suor de pacientes. Isso permitirá que os cães sejam utilizados futuramente como agentes de triagem diagnóstica. Chamada “Análise de Compostos Orgânicos Voláteis em Pacientes com Covid-19 para Treinamento de Cães de Biodetecção”, a pesquisa começou no mês de setembro e é uma iniciativa do Grupo de Pesquisa do Diretório do CNPq “Odores Sintéticos e Biomarcadores”, composto por 12 pesquisadores de cinco Instituições Públicas e Privadas.

 

Utilidade da pesquisa

“Os cães poderão auxiliar a Justiça na solução de crimes e na busca por pessoas desaparecidas, assim como serem ferramenta de apoio ao diagnóstico e monitoramento de doenças. Também poderão auxiliar na triagem de pessoas em locais de grandes aglomerações. Os resultados obtidos nestas pesquisas servirão de dados para o desenvolvimento de aplicativos por meio de inteligência artificial”, conta a docente.Segundo a professora Marlene Moreno, diretora de pesquisa e pós-graduação da Unimep, essa é a primeira de uma série de pesquisas do grupo, criado no início de 2021, que tem o objetivo de desenvolver compostos sintéticos de biomarcadores para o treinamento de cães de alto desempenho que atuem na área forense e médica.

 

Parceiros fundamentais

Marlene ressalta que o projeto só foi possível graças às parcerias firmadas com o hospital Unimed Piracicaba, a Central Multiusuário de Bioquímica e Análise Instrumental do Departamento de Agroindústria e Alimentos e Nutrição da Esalq/USP, o Laboratório de Redes de Comunicação Larcom FEEC/UNICAMP e a Unidade K9 Internacional de Formação de Cães e Condutores.

A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) em seres humanos e Comissão de Experimentação no Uso de Animais (CEUA) da Universidade Metodista de Piracicaba.Além disso, há o apoio da reitoria da Universidade Metodista de Piracicaba e patrocínio das empresas: Merieux NutriSciences, STU Cardans, Recicle Óleo Piracicaba, Rede Drogal, Pet Food Solution, Getxent e Hospital Unimed de Piracicaba.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Texto: Assessoria de Comunicação da Unimep

Foto: acervo da diretoria de pesquisa e pós-graduação da Unimep

Última atualização: 25/10/2020