Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Docente de letras conta experiência em curso avançado de espanhol em Zaragoza

Docente de letras conta experiência em curso avançado de espanhol em Zaragoza

por Angela Rodrigues publicado 24/08/2019 15h17, última modificação 14/02/2020 22h24

Por meio do programa oferecido pelo setor de relações internacionais da Educação Metodista, a professora do curso de letras inglês - tradução e interpretação, Fernanda Bacellar (foto abaixo à esquerda), esteve por 15 dias – de 15 a 26 de julho – na Universidad San Jorge (USJ), em Zaragoza, na Espanha, para realizar curso intensivo de espanhol.

A professora ministra as disciplinas de estágio supervisionado curricular e escritório de tradução, e é a primeira docente da Unimep a visitar a USJ para a capacitação. Na ocasião, esteve em contato com alunos da Inglaterra e Síria, em aulas e visitações. Além dessa oportunidade, Fernanda já participou de intercâmbio nos Estados Unidos, Canadá e Irlanda, ao estudar a língua inglesa, realizar pesquisas e participar de congresso, respectivamente.

Fernanda acompanhou aulas das 9h às 15h, de segunda a sexta-feira, com outros três alunos: duas inglesas e um sírio.

Acontece – Como essa experiência internacional contribui com as atividades acadêmicas que desenvolve na universidade?


Fernanda – Como aprendiz de espanhol, pude perceber as dificuldades sentidas pelos meus alunos de língua inglesa e focar mais diretamente nas suas dificuldades para a aprendizagem ocorrer mais rápida e lúdica. Como professora responsável pelas disciplinas de língua inglesa III e IV, pretendo trabalhar a dificuldade dos alunos de forma mais direta e usando outras atividades didáticas.

Acontece – O que mais marcou você nessa experiência?
Fernanda –  O que mais me marcou foi dividir moradia com alunas de países estrangeiros, duas inglesas e uma russa, porque apesar de estarmos aprendendo espanhol, a comunicação entre nós ocorria em língua inglesa. Fato que demostra o lugar que a língua inglesa ocupa no mundo hoje: o de língua internacional.Também fiz uma excursão para Valência organizada pela Igreja de San Pablo, juntamente com 53 hispânicos de diferentes países falantes de espanhol e foi uma imersão fantástica, pois era a única estrangeira, brasileira, do grupo.

Acontece – O que mais a encantou na cidade em que ficou e por quê?
Fernanda – Foi o rio Ebro, porque adoro o nosso Rio Piracicaba. E a basílica de Nossa Senhora de Pilar que traz nos seus domos um desenho que se aprece com a bandeira brasileira.

Acontece – Em relação às diferenças culturais (Brasil e Espanha) o que mais chamou a sua atenção e por quê?
Fernanda – O que mais me chamou a atenção foi o fato de tudo fechar para “La Siesta” e somente abrir após às 18h.

 

Texto: Daniela Borges
Edição: Angela Rodrigues
Fotos: acervo Fernanda Bacellar
Última atualização: 23/08/2019