Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Docente de letras-inglês conta sobre experiência como professora visitante nos EUA

Docente de letras-inglês conta sobre experiência como professora visitante nos EUA

por Angela Rodrigues publicado 05/07/2018 08h00, última modificação 05/07/2018 14h28

 
Apresentação de aulas e palestras, contatos que podem resultar no desenvolvimento de pesquisas, possibilidades para novas parcerias, produção de um capitulo de livro e um artigo são os principais resultados da participação da profª Alessandra Sartori Nogueira, docente do curso de letras-inglês da Unimep, no programa de professor visitante oferecido pela Educação Metodista em parceria com a universidade Claflin University (campus na imagem à esquerda), localizada nos Estados Unidos. A iniciativa foi intermediada pela Assessoria de Relações Internacionais.

Por meio do programa, Alessandra, que é vinculada à Faculdade de Ciências Humanas (FCH), permaneceu como docente visitante da Claflin University, no período de 23 de março a 23 de abril. “A Claflin abriu o edital para professor visitante. Eu me encaixava no perfil e, então, participei de processo seletivo, com análise de currículo e entrevista por Skype”, conta ela. “Fui muito bem recebida e adorei a experiência. Fiz contatos que podem me render distintas colaborações. Em julho, vou escrever um capítulo para o livro que o prof. Donald Pardlow, docente da Claflin, publicará e há possibilidade de colaboração em artigo”, afirma Alessandra. O programa não foi a primeira experiência da docente no exterior. Ela já residiu em Long Island, EUA, entre os anos de 2004 a 2008, período em que trabalhou como “copy editor” para uma editora científica.

Ao longo da permanência na Claflin, Alessandra foi apresentada como professora visitante e frequentou aulas em três disciplinas: Gramática Moderna da Língua Inglesa; Crítica Literária e Português para estrangeiros.

Além de acompanhar as aulas, ela preparou apresentações para cada uma das disciplinas. Na Gramática Moderna da Língua Inglesa, ministrada pelo prof. Donald Pardlow, a docente apresentou a aula “Language Varieties”; na disciplina Crítica Literária, da profa. Mitali Wong, ela coordenou encontro sobre o tema “Feminism in ENEM in Brazil: a step forward?”, enquanto na disciplina de Português para estrangeiros, da profª Patricia de Souza, ela falou sobre história e cultura do Brasil.

“Preparei as aulas levando em conta os seguintes aspectos: o tema da aula desses professores; minha área de pesquisa/atuação; e aspectos do Brasil. Foi-me solicitado que preparasse aulas/palestras que envolvessem não só minha área de atuação, mas também algo sobre o Brasil, pois o financiamento para esse programa de professor visitante visa à internacionalização da Claflin”, conta ela.

Alessandra apresentou, ainda, duas palestras públicas: "Critical Pedagogy and the 'School Without Political Parties' Program in Brazil", para professores e alunos da Claflin; e “Brazil’s History and Culture”, aberto à comunidade. 

 

PROJETOS – Além das atividades acadêmicas, Alessandra também foi convidada pelo prof. Donald Pardlow para escrever um capítulo baseado na palestra sobre pedagogia crítica e no artigo sobre esse tema, produzido por ela em parceria com a aluna de letras-inglês, Jéssica Brílio, para o trabalho de conclusão de curso. O material será enviado em julho.

A participação da docente no programa de intercâmbio também trará resultados aos alunos da graduação. “De modo geral, qualquer experiência e conhecimento que o professor adquire afeta os alunos positivamente, pois tal conhecimento é passado para as aulas. Quando assisti à aula do prof. Pardlow, fiquei feliz em ver que o conteúdo que ele estava ensinando naquele dia era o mesmo que eu estava dando aos meus alunos de Sintaxe e Morfologia da Língua Inglesa. Isso significa que os alunos de letras-inglês da Unimep estão em contato com o mesmo conteúdo que falantes nativos do inglês estudam na disciplina de gramática moderna”, conta.Já sobre o artigo, ela conta que o projeto é resultado de contato com a professora Shurli Makmillen. “Ela propôs o tema “Language Policies and Ideologies of Language: A Cross National and Cross Linguistic Comparison”. Dentro dele, propus pesquisar questões de gênero veiculadas pela língua, como, por exemplo, como as línguas inglesa e portuguesa sofrem alterações de acordo com as mudanças sociais no que tange aos gêneros feminino e masculino. Por ser algo ainda embrionário, não há previsão de publicação” afirma.

Além disso, Alessandra acrescenta que os contatos profissionais desenvolvidos com o programa podem abrir portas para outras colaborações e publicações acadêmicas. “Os contatos também são importantes para tentar parcerias, trazendo alunos da Claflin para cá, por exemplo. Na Claflin, existe aula de português para estrangeiros; acredito que seria ótimo se eles pudessem vir à Unimep numa troca de experiências entre alunos brasileiros aprendendo inglês e alunos americanos aprendendo português”, destaca.

 

Texto: Assessoria de Comunicação e Imprensa Unimep
Fotos: acervo pessoal profª Alessandra Sartori Nogueira
Última atualização: 21/06/2018