Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Escola de Música completa 66 anos com concerto especial

Escola de Música completa 66 anos com concerto especial

por Angela Rodrigues publicado 15/03/2019 05h00, última modificação 15/03/2019 17h00

Considerada patrimônio cultural brasileiro no cenário musical, a Escola de Música de Piracicaba "Maestro Ernst Mahle" completa 66 anos nessa próxima quinta-feira, dia 14. Para celebrar a data e a história da instituição, será promovido um concerto comemorativo especial. Nele, serão apresentadas obras de Brahms, Mahle e do folclore de vários países, executadas por docentes e ex-docentes da Empem.

Os convites para o evento são gratuitos e podem ser retirados antecipadamente na secretaria da escola ou no dia do concerto, uma hora antes do início da apresentação.

Programa – A primeira parte do programa é composta por peças de Ernst Mahle, como “Toccata” para piano a quatro mãos, executadas por Suelem Almeida e Eliana Asano; “Cinco canções portuguesas” para violão e piano, executadas por Gerelmáger Gonçalves (violão) e Cidinha Mahle (piano); “Trem de ferro”, obra dedicada à pianista e professora Cecília Bellato, executada pela própria professora. Além delas, a peça “Nayá” do compositor W. Henrique e Mahle será interpretada pela soprano Graziele Tinós e acompanhada ao piano por Cidinha Mahle. Na sequência, haverá apresentação do harpista e professor Jonathan Faganello, que irá executar as peças “Greensleaves” (canção inglesa do século 16) e Sonatina nº 2 de F. Nardeman. A primeira parte será encerrada com a pianista Cecília Bellato, que irá apresentar a peça de J. Brahms: “Ballade op. 118 nº3”.

Já a segunda parte do concerto contará com a participação do Coro de Câmara de Piracicaba, que apresentará canções de distintos estados brasileiros, da obra “Viajando pelo Brasil” com arranjos e regência de Ernst Mahle e Eliana Asano ao piano.

História – A Escola de Música de Piracicaba foi fundada no dia 9 de março de 1953, por H. J. Koellreutter, Ernst Mahle e pessoas ligadas ao meio artístico piracicabano, como D. Livica d Dr. Nelson Meirelles, presidente da Sociedade de Cultura Artística; D. Zoraide e prof. Archimedes Dutra; D. Aneliese e Dr. Frederico Brieger, Dr. Fortunato Losso Netto, a pianista e professora Maria Dirce A. Camargo e Maria Apparecida Romero Pinto. Já no início, a nova escola reuniu grande número de alunos, de vários instrumentos, especialmente de violino.

Denominada inicialmente como “Escola Livre de Música Pró-Arte”, devido a suas ligações com a Pró-Arte do Brasil, conservou este nome inicial até o ano de 1961, quando, para obter o reconhecimento do curso técnico em música, pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC), e atender às exigências legais referentes à certificação oficial de diplomas, teve o seu nome alterado para "Escola de Música de Piracicaba" (EMP).

No ano de 1998, a Escola foi incorporada pelo IEP (Instituto Educacional Piracicabano da Igreja Metodista), e recebeu a denominação de Escola de Música de Piracicaba "Maestro Ernst Mahle" (Empem), em homenagem ao maestro e compositor que, desde a sua fundação, ocupou o cargo de diretor artístico.

Com corpo docente qualificado, a Empem possui ampla área construída. A infraestrutura da Empem inclui dois prédios que contam com salas de aulas, salas de concertos, instrumentos e uma diversificada musicoteca, com reúne cerca de 17 mil partituras e é considerada uma das mais completas do Brasil.

ANOTE – Concerto comemorativo aos 66 anos da Escola de Música de Piracicaba “Maestro Ernst Mahle”. Dia 14 de março (quinta-feira), a partir das 19h30, na Sala Dr. Mahle da Empem (rua Santa Cruz, 1.155, bairro Alto, Piracicaba). Entrada gratuita. Informações pelos fones: (19) 3422-2464 e (19) 3422-6270.

Texto: Assessoria de Comunicação e Marketing Unimep
Imagens: acervo Empem
Última atualização: 13/03/2019