Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Grupo Andaime Teatro Unimep apresenta peça pelo Estado de São Paulo

Grupo Andaime Teatro Unimep apresenta peça pelo Estado de São Paulo

por marsanta publicado 29/01/2018 00h00, última modificação 02/02/2018 10h49
Grupo Andaime Teatro Unimep apresenta peça pelo Estado de São Paulo

O grupo  Andaime de Teatro da Unimep fará uma série de apresentações gratuitas da montagem “Coração dos Teatros Rodantes” entre fevereiro e maio. Na programação, estão 14 cidades do Estado de São Paulo. A peça foi desenvolvida a partir de estudo do livro “Kafka e a Boneca Viajante”, de Jordi Fabra i Sierra, com dramaturgia de Ilo Krugli. A realização ocorre por meio do Núcleo Universitário de Cultura - NUC da Unimep e do Ponto de Cultura Garapa

Todas as encenações acontecerão em espaços abertos, como praças e parques. Dessa forma, o Andaime busca restabelecer o diálogo entre artistas e público. Quem diz isso é Antonio Chapéu, coordenador dos grupos de teatro da Unimep que também integra o elenco da peça. Ainda segundo Chapéu, a produção busca desvelar a profundidade do livro, na experiência de uma criança e um brinquedo.

A direção da peça ficou a cargo de Rogério Tarifa, integrante da Cia São Jorge de Variedades e da Cia Do Tijolo. Já a montagem contou com apoio do ProAC, um dos programas de fomento da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.

SOBRE O GRUPO

O Andaime Teatro Unimep desenvolve suas pesquisas e criações em processo colaborativo com a participação do elenco e de toda a equipe de criação, desde 1996. Sendo assim, as várias etapas do processo de montagem se desencadeiam conforme a condução da pesquisa.

 

Desde sua fundação, em 1986, teve 14 peças encenadas, ultrapassando 550 apresentações em mais de 100 cidades brasileiras, de sete Estados diferentes. Com isso, atingiu um público superior a 170 mil espectadores.

 QUEM FOI KAFKA?

Franz Kafka nasceu em 03 de julho de 1883 na cidade de Praga, em Boêmia (hoje República Tcheca). Se formou em direito em 1906. Duas vezes noivo da mesma mulher, Felice Bauer, não se casou - nem com ela, nem com outras mulheres que marcaram a sua vida, como Milena Jesenská, Julie Wohryzek e Dora Diamant. Em 1917, sofreu a primeira hemoptise de uma tuberculose que iria matá-lo sete anos mais tarde. Nunca deixou de escrever, embora tenha publicado pouco. Já no fim da vida, pediu ao amigo Max Brod que queimasse os seus escritos - o que evidentemente não foi atendido.

 

Texto: Pedro Spadoni

Edição e coordenação: Celiana Perina

Fotos: Acervo

Última atualização: 29.01.2018