Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Intercâmbio traz alunos do Japão e Argentina ao campus Taquaral

Intercâmbio traz alunos do Japão e Argentina ao campus Taquaral

por Universidade Metodista de Piracicaba — publicado 23/10/2012 10h37, última modificação 26/04/2016 18h49

As oportunidades de intercâmbio oferecidas na Unimep são diversas. Semestralmente uma média de 10 alunos viaja para o exterior, por intermédio da Assessoria para Assuntos Internacionais da universidade, para estudar e consequentemente ampliar suas experiências. Mas o contrário também ocorre, dentro desses programas de intercâmbio alunos de outros países também têm a oportunidade de vir para a Unimep. Este semestre os estudantes internacionais que estão no campus Taquaral da instituição são Kaaku Ikeda, 21, vindo do Japão, e Fausto Nicolás Daffner (foto ao lado), 21, da Argentina. 

Ikeda é de Nagasaki e estuda economia na Nagasaki Wesleyan University. Na Unimep ele faz parte de um curso de língua e cultura portuguesa onde frequenta disciplinas nos cursos de educação física e gastronomia. O aluno chegou ao Brasil no dia 4 de agosto e deve permanecer até o final deste ano. Segundo ele, o maior desafio encontrado é o idioma, mas apesar disso, afirma estar muito feliz estudando aqui. 

“Era meu sonho vir para esse país. O sistema de intercâmbio é muito bom e estou gostando muito da Unimep. Quero contar a todos como o Brasil é legal”, diz o japonês que afirma querer voltar ao país outras vezes. 

Daffner veio de Rosário, chegando ao Brasil no início de agosto. Sua viagem de volta está prevista para o dia 20 de dezembro. Ele estuda marketing na Universidad del Centro Educativo Latinoamericano (Ucel) e no Brasil está cursando disciplinas nos cursos de negócios internacionais e administração. Um dos motivos que levou o estudante argentino a escolher a Unimep é o fato de outros alunos da Ucel que estudaram na instituição terem gostado muito. 


“Algumas das coisas que mais gosto aqui são, na universidade os serviços oferecidos aos estudantes e as instalações. A extensão do campus me deixou admirado. No país, destaco as pessoas, o idioma e a comida. Também gostaria de conhecer outras cidades e o mar”, diz Daffner que afirma estar vivendo uma experiência muito importante para sua vida pessoal e profissional. 


Texto: Elaine Pereira  
Fotos: Fábio Mendes
Edição de texto/jornalista responsável: Celiana Perina
Última atualização: 22/10/2012

registrado em: