Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Laboratório de Sistemas Computacionais recebe novos equipamentos por meio de projeto de pesquisa financiado pela Capes

Laboratório de Sistemas Computacionais recebe novos equipamentos por meio de projeto de pesquisa financiado pela Capes

por Angela Rodrigues publicado 01/03/2019 08h00, última modificação 03/04/2019 19h19

O Laboratório de Sistemas Computacionais para Projeto e Manufatura (SCPM) da Unimep, localizado no campus Santa Bárbara d´Oeste da universidade e coordenado pelo prof. Klaus Schützer, recebeu, em março, três impressoras 3D da marca dddrop - modelo EVO Twin. A nova aquisição para o laboratório ocorreu a partir de recursos disponibilizados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) por meio do projeto Componentes Inteligentes num Ambiente de Produção Inteligente (SCoPE).

O SCoPE é um dos projetos vinculados ao programa Bragecrim, plano de pesquisa colaborativa desenvolvida entre o Brasil e a Alemanha, no campo da tecnologia de manufatura. O programa ocorre por meio da parceria entre a Capes e o DFG – Sociedade Alemã de Amparo à Pesquisa (Deutsche Forschungsgemeinschaft), na Alemanha, com o objetivo de financiar projetos de pesquisa de grupos com sólida parceria entre os dois países.

Segundo conta o coordenador do Laboratório SCPM, prof. Klaus Schützer, o parceiro alemão do laboratório é o Instituto para Projeto Integrado por Computador da Universidade Técnica de Darmstadt. Além disso, a pesquisa conta com a participação do Laboratório de Gestão da Inovação da Poli-USP. “A iniciativa abrange o desenvolvimento de produtos e componentes capazes de interagir em um ambiente de produção inteligente no contexto da 4ª Revolução Industrial, e utilizando conceitos como o de manufatura distribuída, montagem inteligente e manufatura aditiva”, afirma o professor e coordenador.

O projeto SCoPE, aprovado em 2014, foi renovado em 2016 e se encerrou em março. Ao longo de aproximadamente mais de quatro anos de duração, o SCoPE recebeu recursos superiores a R$500 mil da Capes para investimentos em equipamentos, além de recursos para as missões de trabalho, realizadas pelos pesquisadores, e missões de estudos, desenvolvidas por alunos de graduação, de mestrado e de doutorado. “Foram 27 intercâmbios de brasileiros na Alemanha, envolvendo 11 professores, 10 graduandos, quatro mestrandos e dois doutorandos. A produção intelectual resultante também inclui mais de 50 publicações entre artigos em revistas indexadas, conferências, capítulos de livros e livros”, conta Schützer.

O coordenador também destaca que dentre os resultados alcançados também estão: o desenvolvimento de parcerias com empresas como Volkswagen, Robert Bosch, Siemens e Caterpillar, entre outras, que abrigaram trabalhos de pesquisa aplicada desenvolvidos por mestrandos e doutorandos, alguns ainda em andamento.

Manufatura Aditiva – Os equipamentos adquiridos em março para o Laboratório SCPM totalizam aproximadamente o valor de R$ 200 mil. Segundo o professor Schützer, essa tecnologia possibilita “a implementação de alguns dos conceitos da 4ª Revolução Industrial, e trazem agilidade e flexibilidade ao ambiente de produção, podendo ser combinado a outros conceitos e propiciando o avanço de pesquisas na área acadêmica e industrial”. 

Ele aponta ainda que a utilização desses novos equipamentos representa um diferencial na formação dos alunos da universidade que atuam nos projetos e iniciativas desenvolvidos no SCPM, permitindo maior preparo profissional e possibilitando trabalhar com vários benefícios relacionados a esta técnica como: maior flexibilidade de produção, total liberdade de customização e fabricação de lotes únicos com menor tempo de preparação e reduções de custos no transporte e sustentabilidade, com a aplicação dos conceitos de manufatura subtrativa. “Além disso, também em março, o Laboratório SCPM aplicou cerca de R$ 50 mil para a aquisição de dois Notebooks Workstation e dois Workstations Desktop, e mais R$ 10 mil em materiais de consumo a serem utilizados pelos alunos de graduação e pós-graduação nos projetos de pesquisa do laboratório”, afirma Schützer.

 

 

Edição de texto: Assessoria de Comunicação e Marketing Unimep
Fotos: Ivan Moretti
Última atualização: 01/04/2019