Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Ministro da Ciência e Tecnologia abre programa de pesquisa na Unimep

Ministro da Ciência e Tecnologia abre programa de pesquisa na Unimep

por Universidade Metodista de Piracicaba — publicado 23/10/2009 10h27, última modificação 26/04/2016 18h45

“O Brasil historicamente vive muito mais das riquezas naturais. Dessa forma ter um parque industrial sofisticado e que agregue valor à produção brasileira é um desafio”. Com essas palavras, o ministro da Ciência e Tecnologia, Sergio Machado Rezende, participou no final da manhã desta sexta-feira, 23, da abertura do Programa Bragecrim, um acordo de cooperação bilateral entre o Brasil e a Alemanha no campo da tecnologia de manufatura. 

Da iniciativa participam 16 projetos selecionados entre centenas de inscritos provenientes dos dois países. Desses, dois são coordenados por professores da Unimep: o HoliMan, coordenado por Álvaro Abackerli, e o FedMan, coordenado por Klaus Schützer. Os docentes são vinculados ao Laboratório de Sistemas Computacionais para Projetos e Manufatura (SCPM) do curso da Faculdade de Engenharia, Arquitetura e Urbanismo, localizada no campus Santa Bárbara d’Oeste. 

Durante o encontro com a imprensa, Rezende ainda ressaltou a necessidade de acelerar a parceria com a Alemanha, já que os alemães têm grande tradição de transformar conhecimento avançado em profissões produtivas de manufaturas em várias áreas. O primeiro encontro entre os pesquisadores alemães e os brasileiros do Bragecrim também contou com a presença de outras autoridades, como o reitor da Unimep, Clovis Pinto de Castro; o presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Jorge Almeida Guimarães; o presidente do órgão de fomento de pesquisa alemão DFG, Mathias Kleiner.

INVESTIMENTO 

Segundo o ministro, o investimento previsto para os projetos é de aproximadamente 1 milhão de euros para cada um dos países. “Estamos financiando não só a mobilidade de pessoas, mas também a compra de equipamentos para o lado brasileiro para capacitar os institutos nacionais, a participarem de maneira efetiva desse programa”, afirmou Rezende durante o encontro com a imprensa.

Para o reitor da Unimep, a inserção regional na área da engenharia, principalmente com pesquisas voltadas para as necessidades da região também possibilitou o programa na instituição. Coordenador de um dos projetos selecionados no programa e docente da Unimep, Álvaro Abackerli afirmou que a participação no Bragecrim é uma oportunidade ímpar para pesquisadores brasileiros se associarem com os grupos importantes do exterior e produzirem ciência e tecnologia no nível mais alto que se espera. “Além disso, permite colocar o Brasil e os estudantes brasileiros, alunos de graduação e de pós-graduação, em contato com os grupos importantes do exterior, nesse caso a Alemanha”, completou.


Texto: Angela Rodrigues
Fotos: Fábio Mendes
Edição: Celiana Perina 

Última atualização: 23/10/2009

registrado em: