Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Mudanças na grade curricular de rádio, TV e internet acompanham inovações do mercado audiovisual

Mudanças na grade curricular de rádio, TV e internet acompanham inovações do mercado audiovisual

por Angela Rodrigues publicado 10/11/2016 07h00, última modificação 10/11/2016 11h53

Para acompanhar as inovações do mercado audiovisual, atualmente influenciado por produções independentes e para várias plataformas, a equipe da coordenação e os professores do curso de rádio, TV e Internet da Unimep realizaram várias mudanças na matriz curricular da graduação. Dentre as inovações do curso, que é conceito 5 pelo MEC e recebeu três estrelas no Guia do Estudante, está a concentração do conhecimento em módulos temáticos que capacitam o aluno a pensar e produzir formatos específicos, segundo destaca o coordenador, o prof. Luiz Veloso.

O coordenador afirmou que são várias as inovações desse segmento tais como o aumento e a crescente relevância das produções seriadas; as novas formas de consumo tanto na televisão quanto via web e uso de múltiplas telas e dispositivos portáteis; a crescente produção e consumo de vídeos online e independentes, como os youtubers, além de novas possibilidades de transmissão ao vivo na internet, por meio de mídias sociais como Facebook, Periscope e Snapchat, dentre outros.

“Nesse sentido, para atender essas novas demandas, em cada módulo ou semestre do curso, há uma área de concentração na análise e na realização, que contempla os principais formatos de ficção e não-ficção em diferentes plataformas, como documentários, programas ao vivo, transmissão de rádio, podcast, conteúdo para aplicativos, vídeos interativos e produtos seriados, reality shows e outros”, destaca o coordenador.

Também segundo Veloso, a produção de cada aluno irá compor um portfólio diversificado para atender os distintos segmentos da área. “Isso permitirá ao estudante acompanhar as inovações e ir além da universidade, preparado para integrar-se e ter voz em um mercado que está sempre em movimento”, afirma.

Na prática, o coordenador detalha que em cada semestre o aluno irá desenvolver todo o processo de criação desde o roteiro até a finalização passando pela direção e produção sem perder o foco nas reflexões do cotidiano. “O universitário participará de, no mínimo, nove trabalhos práticos e uma monografia, tendo a oportunidade de exercer as funções de roteirista, diretor, produtor, editor, fotógrafo, técnico de som e pesquisador”, acrescenta Veloso.

As alterações da matriz curricular do curso de rádio, TV e internet serão aplicadas aos alunos que ingressarem na Unimep a partir do próximo semestre.


Texto: Angela Rodrigues
Edição: Celiana Perina
Fotos: banco de imagens
Última atualização: 26/10/2016