Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Nove alunos da Guiné-Bissau, agora são estudantes da Unimep

Nove alunos da Guiné-Bissau, agora são estudantes da Unimep

por Universidade Metodista de Piracicaba — publicado 20/03/2009 11h47, última modificação 26/04/2016 18h45

Os nove estudantes de Guiné-Bissau -  país localizado na costa ocidental da África - que, chegaram à Unimep para estudar, ingressaram no país esperançosos. O motivo principal é a oportunidade de uma formação superior que lhes possibilite retornar e contribuir com o desenvolvimento da sua nação. Levi Intchama, 24, e Carmina Cabral, 20, nascidos na cidade de Bissau; Isaque Nandigna, de Tite; Luis Tuga, de Quebo; Buamesca Bana, de Cabedú; Domingos Indibé, de Bissorã e Felisberto Nhode, da cidade de Bula, ingressaram no Brasil por meio do segundo processo seletivo internacional da Unimep. Além deles, há Samuel Indjalá e Tania Tchigui.

O vestibular foi promovido em parceria com a Assessoria para Assuntos Internacionais e o setor do processo seletivo da instituição.  É a primeira experiência de todos eles, que falam também o balanta (língua falada entre Casamansa, sul do Senegal, e o rio Geba, norte de Guiné-Bissau), no exterior.  “É uma grande oportunidade e louvo a Deus por ela”, conta Felisberto Nhode que cursará gestão de recursos humanos. Também para Luis Tuga, que cursará negócios internacionais, o sentimento de contribuição é bastante forte. 

“Como jovem, tenho de ajudar o meu país a sair da situação em que se encontra. Penso que daqui a quatro anos, terei um conhecimento elevado e poderei trabalhar em órgãos como ministérios ou alfândega. Em Guiné, há dificuldades com o ensino tecnológico e não dispomos de instituições com a infraestrutura como a da Unimep. Aqui encontrei as condições necessárias à minha formação”, detalha ele. Seis dos estudantes contarão com a modalidade bolsa atividade para os estudos e assumirão as despesas de moradia e alimentação, enquanto os demais terão os custos todos arcados por conta própria. 

VESTIBULAR
– O processo seletivo internacional que, trouxe os guineenses à Unimep, integrou a análise do currículo e uma prova de redação, promovida na sede da igreja Antula-Paal, de Guiné-Bissau, conveniada à instituição. “A redação ocorreu exatamente no mesmo dia da aplicada aos alunos brasileiros. Após o teste, foram enviadas eletronicamente à Unimep”, conta Jonas Ferreira Barros, assessor para assuntos internacionais. Mais de 20 alunos participaram do processo seletivo naquele país.


Na foto: Buamesca, Carmina, Domingos, Luis, Levi e Felisberto

Edição e texto: Assessoria de Imprensa Unimep
Fotos: Fábio Mendes

Última atualização: 20/03/2009

registrado em: