Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Parceria entre Unimep e Escola do Legislativo realiza projetos para incubadora social e empoderamento feminino

Parceria entre Unimep e Escola do Legislativo realiza projetos para incubadora social e empoderamento feminino

por Angela Rodrigues publicado 24/10/2017 02h00, última modificação 30/10/2017 11h15
Projeto para a implantação de incubadora social e iniciativas distintas relacionadas ao empoderamento feminino são alguns dos resultados da parceria entre a Unimep e a Escola do Legislativo da Câmara de Vereadores de Piracicaba.

O projeto para a implantação de uma incubadora social em Piracicaba e a promoção iniciativas distintas relacionadas ao empoderamento feminino são alguns dos resultados, até o momento, da parceria entre a Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep) e a Escola do Legislativo da Câmara de Vereadores de Piracicaba. Na universidade, as iniciativas estão vinculadas à Coordenadoria de Extensão e Assuntos Comunitários e ocorrem com a participação de docentes de distintas faculdades.

Formalizada em março, a parceria teve início com o projeto Estudo da Viabilidade da Implantação de uma Incubadora Social no Município de Piracicaba, coordenado pela profª Tais H. M. Lacerda, da Faculdade de Engenharia, Arquitetura e Urbanismo (Feau) da universidade.

A coordenadora e pesquisadora conta que a proposta dessa iniciativa é conduzir o estudo de viabilidade para a implantação de uma incubadora de impacto social em Piracicaba para promover a inovação orientada para a resolução de problemas sociais a partir da mobilização da sociedade. Com a incubadora, pessoas que se encontram em situações de vulnerabilidade social como exclusão, inserção precária ou não inserção no mercado de trabalho poderão contar com o conhecimento e a experiência de docentes da Unimep para mudar esse cenário.

As ações serão desenvolvidas com a prática do empreendedorismo social. “O resultado mais significativo é que os empreendedores sociais poderão realizar no curto prazo mudanças de mentalidade, no sentido de se passar a acreditar que os problemas mais difíceis do mundo podem ser resolvidos”, afirma Tais.

A iniciativa irá contar também com a atuação das docentes da Faculdade de Gestão e Negócios da Unimep: Ana Maria Romano Carrão e Maria Imaculada de Lima Montebello; e dos professores da Feau: Daniel Luis Garrido Monaro e Adriana Petito de Castro. Os alunos também poderão participar do projeto por meio de bolsas de estudos.

Uma delas é a aluna Thais Romulo Oliveira, do 10º semestre do curso de engenharia química, que irá desenvolver o Levantamento de Demanda (População Potencial) com Vistas a Implantação de Incubadora Social no Município de Piracicaba-Fase Planejamento. O projeto de pesquisa foi aprovado no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (Pibiti), do CNPq e será desenvolvido sob a coordenação da professora Tais Lacerda (foto à direita). 

EMPODERAMENTO FEMININO

Outros temas também foram abordados em ações do convênio entre as instituições. No período de 8 de agosto e 5 de setembro, ocorreu o curso Promovendo a Inclusão e o Empoderamento Feminino, direcionado a docentes e representantes de instituições educacionais e lideranças comunitárias e de organizações feministas e de mulheres. A iniciativa contou com o apoio de docentes da Faculdade de Direito, da Faculdade de Comunicação e Informática, e da Feau da Unimep.

Ao longo desses dois meses, os participantes acompanharam encontros e debates sobre temas como Gênero, Mulher e o Mundo de Trabalho; Gestão Empreendedora Feminina e Comunicação Estratégica, dentre outros. As aulas foram ministradas por Marilda Soares, professora e assessora da vereadora Nancy Thame, e pelos docentes da Unimep: Taís H. M. Lacerda, Artur Soares de Castro e Rosana Borges Zaccaria. As aulas ocorreram na Usina de Inovação, no bairro Monte Alegre.

“A proposta do curso foi promover reflexões e produção de saberes na área de educação em direitos humanos e das mulheres, articulada com o ensino e a pesquisa, numa concepção transformadora e crítica com foco na igualdade de gênero, direitos humanos e das mulheres, bem como a gestão e sustentabilidade das organizações feministas e das mulheres”, destaca Tais.

Além das aulas, o curso incluiu ainda o evento Relatos de Experiência, coordenado pelas professoras Marilda Soares e Taís Lacerda, e no qual oito mulheres de diferentes áreas de atuação puderam compartilhar parte de suas trajetórias de vida, como a vereadora Nancy Thame (PSDB). Em sua exposição, Nancy criticou a existência de divisões na sociedade, que dificultam a aproximação de grupos com pensamentos opostos, e fez um apelo pelo aumento da representatividade feminina na política. “Os espaços de poder e decisão precisam ter a voz de homens e mulheres. A mensagem é esta: vamos ocupar esses espaços”, afirmou.

A abertura teve performance do artista plástico Odair Jorge Demarchi e o encontro foi intercalado com a apresentação da cantora Bebé Salvego. A iniciativa reuniu aproximadamente 50 pessoas.

PRÓXIMOS PROJETOS

Dentre os próximos projetos que podem ser implantados por meio da parceria entre a Unimep e a Escola do Legislativo estão cursos de especialização ou MBAs sobre gestão empreendedora feminina e empreendedorismo. Os projetos estão em fase de estudo.

 

Texto: Angela Rodrigues
Edição e coordenação: Celiana Perina
Fotos: Lucas do Nascimento Machado (capa), Ivan Moretti e Fabrice Desmonts (internas)
Última atualização: 24/10/2017