Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Participantes do Rondon são recepcionados com acolhida especial

Participantes do Rondon são recepcionados com acolhida especial

por Universidade Metodista de Piracicaba — publicado 21/08/2011 16h51, última modificação 26/04/2016 18h47

Os dez unimepianos que participaram do Projeto Rondon 2011 desembarcaram em Piracicaba com uma bagagem bem mais ampla do que a levada. Eles trouxeram a experiência de participar de um grande projeto de integração social. Durante 14 dias, oito alunos e dois professores integraram a equipe da Operação Oiapoque, realizando atividades voluntárias em cultura, educação, saúde, direitos humanos e justiça no município de Amapá (AP). 

Os alunos e docentes que retornaram da viagem foram recebidos no início do mês, em uma reunião de acolhida, mediada pelo coordenador de extensão e assuntos comunitários, Josué Adam Lazier, juntamente com outros funcionários e professores. Eles dividiram experiências e em um momento de considerações e gratidão, receberam cartões de cumprimento. Coordenado pelo Ministério da Defesa, na universidade o programa é intermediado pela Coordenadoria de Extensão e Assuntos Comunitários e pelo Núcleo de Estudos e Programas em Educação Popular (Nepep).

EXPERIÊNCIAS

O município de Amapá, distante 302 km da capital Macapá, de acordo com dados do IBGE, tem população estimada em 8.005 habitantes. A pesca e as plantações de mandioca, milho e arroz são alguns dos produtos da economia local. Durante a estadia no Amapá, a equipe organizou atividades, como caminhada ecológica com coleta seletiva do lixo; oficinas de teatro; sessões de cinema; formação de agentes de saúde e merendeiras; palestras e orientações jurídicas. Cerca de 300 pessoas participaram das atividades realizadas nas comunidades de Bicudinho, Cruzeiro, Piquiá, Ramudo e Vista Alegre. 

O trabalho prestado pelo grupo permitiu acompanhar de perto o dia a dia de uma população com cultura e costumes distintos. “Uma das lições que aprendi lá, é que a população, mesmo vivendo com muito pouco, é feliz”, conta Marcelo Dotti, 41, do 6º semestre de licenciatura em química. 

Os estudantes também conheceram histórias de vida, fizeram amigos e guardam lembranças inesquecíveis. Para Jerônimo Ap. Ribeiro Júnior, 21, aluno do 8º semestre de biologia, a experiência foi um grande aprendizado. “Profissionalmente podemos ver que conseguimos levar para eles um pouco do nosso conhecimento. Voltamos com uma bagagem bem maior. É mais gratificante o que trazemos do que o que deixamos lá”, ressalta.

PARTICIPANTES 

Integraram a equipe Operação Oiapoque Angela Brolio (história), Cynthia Regina da Rocha Silva (jornalismo), Denise Cristina Ferreira Leite (direito), Jerônimo Ap. Ribeiro Junior (biologia), Julietti Tatila Donadio (farmácia), Karla Aparecida Dias Lemos (psicologia), Letícia Ramos de Souza (fisioterapia) e Marcelo Dotti (química – licenciatura). A coordenação é da professora Márcia Aparecida Lima Vieira, com o apoio do professor Norberto de Jesus Tavares, do curso de direito. 

Texto: Elaine Pereira 
Fotos: Fábio Mendes e divulgação 
Última atualização: 19/08/2011

registrado em: