Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Páscoa - 2021

Páscoa - 2021

por Fernanda Kian publicado 01/04/2021 11h00, última modificação 01/04/2021 11h00

O Senhor Deus falou com Moisés e Arão no Egito. Ele disse:

— Este mês será para vocês o primeiro mês do ano.

Nessa noite (dia 14 de Nisan) a carne deverá ser assada na brasa e comida com pães sem fermento e com ervas amargas. Comemorem esse dia como festa religiosa para lembrar que eu, o Senhor, fiz isso. Vocês e os seus descendentes devem comemorar a Festa da Páscoa para sempre. (Êxodo 12:1-2,14)

A Páscoa é uma data comemorativa, e Deus foi o primeiro a ter a ideia de celebrar anualmente essa festa, com churrasco e tudo mais. Seria um momento de lembrança da libertação de todo o povo hebreu dos longos anos de escravidão no Egito. Uma recordação de que foi o próprio Deus quem tirou o seu povo de lá, realizando verdadeiros e poderosos milagres. Depois de tanto sofrimento, o povo teve sua alegria restituída e ganhou a oportunidade de uma vida muito melhor. É essa nova vida que se tornou o motivo da festa. A Páscoa surgiu como um marco importantíssimo na história desse povo para sempre. Uma mudança tão grande que inaugurou até um novo calendário. Tudo era dividido num antes e depois do que Deus fez.

Segundo o que Deus pediu, a festa Páscoa não deveria ser uma festa como qualquer outra. Seria também um ato religioso, uma celebração de fé. Por isso, ela carrega em si a solenidade da reverência a Deus, o libertador do povo. Então, a Páscoa observa alguns cerimoniais importantes, coisas que garantem a rememoração do passado para continuar a direcionar o futuro dessa história, que ainda está sendo escrita e vivida pelas pessoas que Deus ama.

Mais de mil anos depois, Jesus celebrou essa mesma festa com seus discípulos. E na última vez em que fizeram isso juntos, ele acrescentou ao momento solene mais um importante significado de fé. Jesus sabia que seu tempo estava acabando, e que não estaria mais com seus amigos. Por isso, pediu que nas próximas vezes que partissem do pão e bebessem do vinho, seus amigos deveriam fazer isso como uma lembrança dele. A morte de Jesus seria um evento tão importante como a antiga Páscoa, com o sentido da libertação e da mudança de vida para todas as pessoas. Uma mudança não só para a vida cotidiana. O sacrifício de Jesus também realiza a salvação para a vida eterna com Deus. Essa nova Páscoa não seria apenas para o povo judeu da época de Jesus, mas para o mundo inteiro e para todos os tempos; se tornando uma festa ainda mais grandiosa e abrangente.

A Páscoa é uma festa que tem essa identidade. Ela nos liga ao Deus criador e cuidador de tudo o que existe, e a Jesus, o novo cordeiro pascal, o autor e consumador da nossa fé. Essa festa nos faz olhar para o Deus dos hebreus, que os livrou de forma tão fantástica no passado. E nos faz olhar também para Jesus que, por meio da autoentrega, demonstrou um amor tão grande por toda a humanidade para sempre. Mas, hoje em dia, nessa festa, lembramos tantos nomes, tantas marcas, tantas imagens, que fica até difícil pensar em Deus ou no que Jesus fez por nós. Celebramos tantas culturas e tradições que já não sobra muito tempo para a solenidade da fé. Esse deveria ser um tempo para as coisas que nos colocam em contato com Deus e Jesus. Então, se a Páscoa tem uma identidade, qualquer característica que tente substituir sua verdadeira imagem deveria ser carimbada como falsa e sem valor.

A festa da Páscoa deve ser um tempo de alegria e celebração por todas as coisas que recebemos de Deus, especialmente por meio de Jesus. É o sacrifício do novo cordeiro que nos leva a uma vida nova, livre e abençoada. Devemos lembrar Daquele que fez tanto por nós e deixou esse pedido: “façam isso em memória de mim”. Ele merece ser o motivo da nossa celebração.

Que esse seja um tempo em que você possa reconhecer o amor de Jesus por sua vida, sua família e tudo o que você tem. Procure o melhor jeito de festejar esse amor. E que essa alegre e permanente memória, que vem atravessando séculos, possa continuar transformando sua história para sempre.

Feliz Páscoa.

Rev. Cristiano Luiz Pedroni
Pastoral da UNIMEP - Taquaral
Pastoral do Colégio Piracicabano

registrado em: