Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Pesquisa reconstrói histórico de Piracicaba no campo da economia

Pesquisa reconstrói histórico de Piracicaba no campo da economia

por Angela Rodrigues publicado 31/07/2018 08h00, última modificação 31/07/2018 14h01

Analisar aspectos econômicos do município de Piracicaba, desde a sua fundação até atualmente, é um dos objetivos principais da pesquisa de iniciação científica Números da Economia de Piracicaba, desenvolvida por Rodrigo Tavora, aluno do 5º semestre de ciências econômicas da Unimep. O projeto faz parte do programa de iniciação científica da Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep).

Até o momento, os dados históricos levantados mostram que a pujança da agricultura local foi fundamental para o equilíbrio econômico e para o desenvolvimento da cidade. Para se ter ideia, dentre os resultados obtidos até julho se destaca o comportamento da cidade na crise de 1929, conhecida como Grande Depressão. Ao longo do período de crise, a intercalação de várias culturas agrícolas, além do café — como feijão, milho, algodão, arroz, laranja e cana-de-açúcar —, e a redução dos gastos da cidade foram estratégias importantes para a superação das dificuldades econômicas.

Por meio da pesquisa, foram identificados dados da economia de Piracicaba desde o surgimento da cidade até meados da década de 40, e Távora foi responsável por continuar o levantamento das informações até a década de 1980. 

RESULTADOS – Além de aprofundar o conhecimento, a realização e a participação em pesquisas científicas possibilita outros distintos aprendizados aos alunos. Para o desenvolvimento do trabalho, o professor do curso de ciências econômicas da Unimep e orientador da pesquisa, Francisco Constantino Crócomo, destaca que é importante que haja interação entre orientador e aluno em todo o andamento do projeto. “O bolsista tem a possibilidade de tirar eventuais dúvidas e, mesmo havendo metodologia predeterminada, muita coisa pode mudar para que se alcance os melhores resultados, principalmente em um assunto como esse”, afirma.

O universitário Rodrigo conta que sempre teve curiosidade de contribuir com um projeto de iniciação científica. “Depois que o professor mostrou o relatório anterior, acabei me interessando bastante pelo assunto. Não olho para a cidade com os mesmos olhos. Comecei a ter melhor conhecimento sobre o município e de diversos fatos curiosos sobre ele, tanto históricos como econômicos”, afirma o estudante.

 

 

Texto: Agência Inova Ciência
Edição: Assessoria de Comunicação e Imprensa Unimep
Fotos: banco de imagens
Última atualização: 13/07/2018