Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Pesquisa sobre a jaca desenvolvida por docente de nutrição é publicada em jornal internacional

Pesquisa sobre a jaca desenvolvida por docente de nutrição é publicada em jornal internacional

por Angela Rodrigues publicado 24/04/2017 05h00, última modificação 24/04/2017 12h43

O projeto de pesquisa sobre o potencial das sementes de jaca para desenvolver aroma de chocolate, desenvolvido com a participação da coordenadora do curso de nutrição da Unimep, Miriam Coelho de Souza, ganhou destaque internacional. O artigo Otimização de Condições Pós-Colheita Para Produzir Aroma de Chocolate de Sementes de Jaca, assinado por ela e pelos pesquisadores do projeto foi publicado em janeiro no Journal of Agriculture and Food Chemistry, da Sociedade Americana de Química.

A publicação, da Sociedade Americana de Química, divulga resultados de pesquisas que tratam da química e bioquímica da agricultura e alimentos, dentre outros.

Divulgado em janeiro nas versões impresso e online do jornal internacional, o artigo é assinado por Miriam e pelos pesquisadores: Fernanda Papa Spada e Solange Guidolin Canniatti-Brazaca, do Departamento de Agro-Indústria e Alimentos e Nutrição da Esalq; Laís Masson Zerbeto, Gabriel Bernardes Cabreira Ragazi e Érika Maria Roel Gutierrez, da Faculdade de Tecnologia de Piracicaba “Dep. Roque Trevisan” – Fatec Piracicaba, e também Jane K. Parker, do Department of Food and Nutritional Sciences, da University of Reading, Reino Unido. 

No texto, os docentes fornecem detalhes das distintas etapas da pesquisa. “Diferentes farinhas produzidas de sementes de jaca torradas foram utilizadas no experimento. As sementes foram acidificadas ou fermentadas antes da secagem e torradas sob diferentes combinações de tempo e temperatura. Quando as farinhas foram avaliadas, foram identificados compostos aromáticos importantes e substancialmente mais elevados no produto fermentado que aproximam estas propriedades às do chocolate em pó ou de substitutos de chocolates”, afirma Miriam (foto ao lado). 

A pesquisa desenvolvida pelos docentes sobre a jaca resultou no depósito da patente Processo de Obtenção de Substituto de Achocolatado, Uso da Semente de Jaca como Substituto de Achocolatado e Composições Alimentícias com Sabor Achocolatado no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi) de São Paulo.

As próximas etapas da pesquisa são na publicação de resultados da pesquisa básica que aprofundam os dados coletados em pesquisas realizadas em parceria com a Esalq-USP, por meio de alunos doutorandos e mestrandos, para a identificação de mais compostos aromáticos de chocolate e desenvolvimento das melhores condições de fermentação das sementes para otimização de produção de aromas de chocolate para o processo industrial de achocolatados. O artigo dos pesquisadores, no formato digital, pode ser lido na íntegra no link: http://pubs.acs.org/doi/abs/10.1021/acs.jafc.6b04836

Texto: Assessoria de Comunicação e Imprensa Unimep
Edição: Celiana Perina
Fotos: banco de imagens e acervo
Última atualização: 17/04/2017