Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Primeira aluna cega defende dissertação de mestrado em educação

Primeira aluna cega defende dissertação de mestrado em educação

por Universidade Metodista de Piracicaba — publicado 31/08/2012 16h24, última modificação 26/04/2016 18h49

Pela primeira vez na história da Universidade Metodista de Piracicaba uma aluna cega defende uma dissertação de mestrado. Rosana Davanzo Batista, 35, natural de Piracicaba, integra o Programa de Pós-Graduação em Educação da Unimep. 

Durante aproximadamente um ano e meio, ela realizou pesquisas na área de educação e alfabetização de cegos, sob orientação da professora Maria Inês Bacellar Monteiro, que resultaram no trabalho O que Dizem Cegos Adultos Sobre a Escrita Braille e o Material Digitalizado. A defesa está ocorrendo nesta sexta-feira, 31, à tarde, no auditório do bloco 7, no campus Taquaral. 

Rosana que formou-se em pedagogia em 2009, também na Unimep, diz que ter chegado onde está é uma experiência indescritível. “Nunca devemos desistir de nossas metas. Quando tudo parece difícil não podemos parar. A vida nos impõe muitos obstáculos, mas, se quisermos, conseguiremos vencê-los. A ajuda da família é muito importante, por estya razão deixo aqui um agradecimento especial aos meus familiares”, destaca. 

Segundo Darlene Barbosa Schützer, coordenadora da Assessoria para Inclusão da Unimep, os colegas e professores da mestranda dizem que a convivência e o esforço institucional da inclusão são muito valiosos. 

“Estamos felizes com a vitória da Rosana, a primeira mestre cega da Unimep. E esperamos que ela avance na trajetória profissional e acadêmica. Vamos continuar torcendo para isso”, diz Darlene.

Texto: Elaine Pereira 
Fotos: Fábio Mendes
Edição/jornalista responsável: Celiana Perina
Última atualização: 31/08/2012

registrado em: