Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Profª dos cursos de pós-graduação da Unimep, Eni Santos, cita dicas para elaborar o currículo ideal

Profª dos cursos de pós-graduação da Unimep, Eni Santos, cita dicas para elaborar o currículo ideal

por Angela Rodrigues publicado 24/01/2017 05h00, última modificação 24/01/2017 11h47

Elaborar um bom currículo é essencial para quem busca uma vaga no mercado de trabalho. Para ajudar os alunos da Unimep nessa tarefa, conversamos com a especialista, professora da Faculdade de Gestão e Negócios da Unimep e dos cursos de pós-graduação lato sensu  da universidade, consultora de carreira e pós-graduada em marketing, Eni Theodoro dos Santos. Eni passou várias dicas em relação ao conteúdo e à formatação ideal para elaborar um bom currículo. No final da matéria, você também pode fazer o download de um modelo ideal de currículo, desenvolvido a partir das dicas da professora Eni.

Conteúdo

Como prioridade na elaboração, Eni destaca: “deve-se falar a verdade, usar o português corretamente, usar informações corretas, usar tamanho de fonte que facilite a leitura, não colocar dados como RG e CPF e utilizar contatos corretos. Currículos contemporâneos também informam o link de acesso ao LinkedIn do profissional”.

Na menção às qualificações, ela destaca as mais desejadas e diz que, primeiramente, devem ser autênticas: “as competências mais requeridas no mercado de trabalho, de maneira geral, são: trabalho em equipe, iniciativa, senso de urgência e comprometimento”.

O conhecimento de outras línguas e informática também é importante: “os idiomas são muito requisitados, porém se o idioma for básico (aquele que aprendeu no ensino médio) melhor não colocar. Caso estude inglês, é bacana colocar que está cursando. Informática nível avançado é importante (isso inclui pacote Office e, principalmente, Excel avançado). Não citar ensino médio caso não tenha sido feito com um curso técnico. Cursos técnicos valorizam o currículo de qualquer pessoa”, pontua ela.

Layout

Sobre os tipos de layout, Eni Santos afirma diz que há consultores da área de recrutamento e seleção (R&S) que afirmam que o currículo deve ser o básico, preto no branco. Mas também há consultores que acreditam que o currículo pode conter detalhes quanto ao uso de fontes, tipos de papel e até impressão em cores diferentes.

“Acredito que a diferenciação é apreciada, desde que seja com bom senso. Um currículo impresso em azul marinho pode, por exemplo, ser diferencial elegante. Usar papel cinza claro impresso em preto pode causar impacto positivo. Assim como linhas dividindo blocos de assunto e fontes diferenciadas. O bacana é usar uma fonte que facilite a leitura porque letra pequena demais pode desmotivar a leitura do profissional de R&S”, diz Eni.

Eni também destaca que a foto só deve ser colocada se for solicitada e que resumir o currículo em uma página não é necessário: “é relativo, depende do tempo que o profissional está no mercado de trabalho, da trajetória e das experiências acumuladas. Isso quer dizer, por exemplo, que um jovem profissional com trajetória em uma ou duas empresas, provavelmente, conseguirá apresentar-se com um currículo de uma página. O modelo de uma página não pode ser tomado como regra, pois suprimir informações importantes pode acarretar prejuízos em uma seleção”.

Para fazer o download do modelo de currículo, clique aqui.

 

 

Texto: Serjey Martins
Edição: Celiana Perina
Fotos: banco de imagens
Última atualização: 16/01/2017