Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Professora do mestrado e doutorado em educação produz livro para o MEC

Professora do mestrado e doutorado em educação produz livro para o MEC

por Universidade Metodista de Piracicaba — publicado 24/04/2011 13h58, última modificação 26/04/2016 18h47

Desde a década de 90, a trajetória do educador e professor Antonio Ferreira de Almeida Júnior (1892-1971) faz parte das pesquisas de Raquel Pereira Chainho Gandini, docente dos cursos de mestrado e doutorado em educação da Unimep. Assim, por conhecer como ninguém o trabalho desse educador é que ela foi convidada a produzir uma das obras da \"Coleções Educadores\". A série reúne as trajetórias e textos de 30 brasileiros e 30 estrangeiros reconhecidos historicamente pela contribuição  à educação. A produção é do MEC, em parceria com instituições como a Unesco e a Fundação Joaquim Nabuco. Em fevereiro, Raquel recebeu dois exemplares da obra que produziu.

Editado pela Editora Massangana, o livro tem 148 páginas e traz no título o nome do educador Almeida Júnior. Na primeira parte, a obra apresenta a trajetória pessoal e profissional do professor, enquanto na segunda, o leitor pode conhecer alguns textos escritos do próprio professor. A versão digital foi disponibilizada gratuitamente no site dominiopublico.org.br, em
novembro. 

Já a distribuição dos livros impressos, às escolas e universidades de todo o Brasil, teve início em fevereiro. “Para a tese de doutorado, elaborei a Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, no qual um dos capítulos era sobre Almeida Júnior. Por esse trabalho, é que um dos membros da comissão responsável pelo projeto, do MEC, me convidou a participar da iniciativa”, conta. Raquel Gandini é mestre e doutora em educação pela Unicamp e, desde 1999, leciona na Unimep.

EDUCADOR

Nascido em Joanópolis, São Paulo, Antonio Ferreira de Almeida Júnior foi professor de medicina legal da então Faculdade de Direito do Largo São Francisco, em São Paulo, e um dos fundadores da Universidade de São Paulo, em 1934. Além da carreira acadêmica, ele também participou da administração pública do Estado de SP, na área da educação. “Almeida Júnior
sempre defendeu o ensino público gratuito universal, de excelente qualidade e igual para todos, ricos e pobres”, destaca. 


Texto: Angela Rodrigues
Edição/jornalista responsável: Celiana Perina
Fotos: Fábio Mendes
Última atualização: 25/04/2011

registrado em: