Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Química: ciência presente no dia a dia de todos

Química: ciência presente no dia a dia de todos

por Universidade Metodista de Piracicaba — publicado 23/11/2011 12h09, última modificação 26/04/2016 18h48

Imagine três cenas: uma mulher com jóias, maquiagem e perfume; alguém que ingere um remédio para curar-se de algum problema de saúde, ou ainda, uma criança que bebe um copo de água. O que as três ações têm em comum? Simples: contam com elementos que resultam graças aos estudos de caracterização e aos processos químicos de transformação (jóias, perfume, remédio, água tratada). 

Para conhecer melhor e atuar  nesta ciência, que está mais presente em nossa vida do que imaginamos, é que o coordenador do curso química licenciatura da Unimep, James Rogado, aponta alguns diferenciais da graduação oferecida pela Unimep. Dentre eles: professores titulados, experientes e qualificados em sua área de atuação e estrutura ampla para atendimento das atividades do curso para alunos e docentes, como laboratórios, Centro de Educação Científica-Tecnológica do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e Núcleo de Educação em Ciências. 

O coordenador também cita o fato de o curso ter alcançado conceito 5 pelo MEC (Ministério da Educação), oferecer estágio supervisionado nas salas de aula e possibilidade de estágios remunerados em instituições distintas; conteúdo sintonizado com as necessidades formativas do químico educador e do químico profissional; desenvolvimento de projetos de pesquisa e acervo bibliográfico. 

“Assegurar o desenvolvimento sustentável do país e do mundo passa pelos profissionais da química. A ação dos químicos educadores e químicos é fundamental para a construção de um mundo melhor. O curso tem tradição de 30 anos e forma profissionais que exercem sua atividade com responsabilidade e ética na sociedade, comprometidos com a sua prática, com sólidos conhecimentos e com capacidade para transformar a realidade”, acrescenta ele. 

Segundo o Rogado, o campo de atuação para o profissional é amplo: inclui a atuação como professor, por meio da docência no ensino médio e, com especialização, também no ensino superior) e como profissional da área química em institutos de pesquisa e atividades industriais, projetos de educação ambiental, usinas de açúcar e álcool, estações de tratamento de água e esgoto, órgãos públicos periciais, ONGs, dentre outros.



ENTENDENDO A QUÍMICA 

Investigar as propriedades das substâncias e entender como elas comportam-se foram alguns dos motivos que influenciaram o universitário Marcos Antonino Callegari, 24, do 6º semestre, na escolha profissional. Já na universidade, ele destaca dentre os diferenciais do curso e o corpo docente. “Temos professores altamente qualificados, a maioria doutores e pesquisadores na área. Os laboratórios são bem equipados e as aulas práticas são desenvolvidas de forma que o aluno compreenda perfeitamente os conteúdos estudados na parte teórica”, complementa. Com planos de atuar na área da educação e também de especializar-se, Marcos aponta o estágio supervisionado como a base para o seu desenvolvimento profissional.

“Nele, pude desenvolver o que aprendi na teoria, interagindo com os alunos das escolas. Tais momentos são importantes, pois desenvolvemos planos de aula e de ensino, onde vivenciamos a atividade docente. Além disso, as disciplinas relacionadas à química dão sustentação tanto para a atuação docente como para o profissional da indústria, que aplica os conhecimentos no dia a dia”, completa. 

Já os laboratórios equipados, salas de informática e biblioteca são alguns dos diferenciais que a aluna do 4º semestre do curso, Thamiris Fernando Bessi, 22, menciona sobre o curso. “O coordenador atende bem aos alunos e resolve as necessidades. O curso é ótimo e agora que terá um novo currículo, ficou excelente”, acrescenta a estudante, que pretende atuar como professora e cursar o mestrado. 

O interesse de Leonardo Soares da Silva, 18, que cursa o 2º semestre, por química é de longa data. A decisão pela graduação veio após participar de duas edições do Decatlo (evento que reúne estudantes do ensino médio para provas relacionadas à área de Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias e terá a premiação marcada para o dia   1/12), promovido pela coordenação do curso e que está em sua 3ª edição.  “Acredito que em outra instituição, não encontraria o contato próximo com o corpo docente que há na Unimep”, afirma ele, que atualmente participa de um projeto de iniciação científica e já fez parte de um projeto de extensão na universidade. 

Do atual programa do curso, Silva destaca a disciplina práticas pedagógicas como fundamental. “Justamente porque aproxima os alunos da vivência como docente. Os que a cursam, conseguem lidar com problemas sociais e aproveitam o espaço das aulas, para dividir e compartilhar as experiências”, conta. 

Para Callegari, as atividades além da sala de aula também são fundamentais para o aprimoramento do profissional: “o curso conta com atividades e encontros com vários profissionais, que buscam mostrar o dia a dia de suas atividades. Essa integração pode aprofundar os conhecimentos. A licenciatura abre duas portas: podemos atuar tanto na indústria como na docência, pois o curso forma profissionais habilitados para as duas áreas. A decisão de estudar na Unimep também levou em conta a infraestrutura, fundamental num curso de química, e o histórico da universidade\".


NA ESTRADA 

Atuando como educadora desde a graduação, em 2005, Carolina José Maria (foto ao lado), considera os professores extremamente comprometidos, além de oferecer aos alunos possibilidades de envolvimento com a futura carreira docente, como os projetos de iniciação científica, atividades de monitoria, entre outras. “Como resultado do comprometimento dos professores com a formação dos alunos, pude ingressar no curso de mestrado, assim que me graduei”, diz ela que, atualmente cursa o doutorado na Unimep. Sobre a carreira, a profissional afirma que a área está em expansão e necessita de profissionais bem formados, especialmente na área da educação.

A reportagem sobre a química-licenciatura, que comemora em 2011 o ano internacional, é a última da série Profissão Professor, que apresentou reportagens especiais sobre todas as licenciaturas oferecidas na Unimep.


Texto:
Angela Rodrigues
Entrevistas: Angela Rodrigues e Celiana Perina
Fotos: Fábio Mendes 
Edição/coordenação: Celiana Perina
Última atualização: 23/11/2011

registrado em: