Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Tese de docente é mais acessada da biblioteca digital da Unicamp

Tese de docente é mais acessada da biblioteca digital da Unicamp

por Universidade Metodista de Piracicaba — publicado 23/03/2012 10h02, última modificação 26/04/2016 18h48

A tese de doutorado da professora de fisioterapia da Unimep, Maria Silvia Mariani Pires de Campos, foi a mais acessada em número de visitas e downloads da Unidade de Ensino e Pesquisa do Instituto de Biologia da biblioteca digital da Unicamp. De acordo com os relatórios estatísticos da biblioteca digital da Unicamp, a tese teve 16.270 visitas e 2.510 downloads.
Os dados são referentes ao período de 2004 a 2012.

Com o título Influência do Ultrassom na Permeação Cutânea da Cafeína: Estudo em Fragmentos de Pele e em Adipócitos Isolados de Suínos, a tese foi defendida por Maria Sílvia, em 2004, com a orientação da docente Dora Maria Grassi-Kassisse, e publicada em 2005. A posição do ranking foi uma surpresa para ela. “Após oito anos da defesa, ter a tese mais acessada e com o maior número de downloads significa, para mim e para minha orientadora, que fizemos um trabalho cuja relevância científica se mantém até hoje”, afirma.

TRAJETÓRIA 

Docente da Unimep há mais de 23 anos, Maria Sílvia é graduada em fisioterapia e mestre em educação pela Unimep, e também doutora em biologia funcional e molecular pela Unicamp. Atualmente, atua como docente do curso de graduação em fisioterapia e coordenadora do curso de pós-graduação lato sensu em fisioterapia dermato-funcional na Unimep. 

Ela conta que a tese nasceu a partir de trabalho desenvolvido com o grupo de pesquisa Intervenções Fisioterapêuticas no Sistema Tegumentar da Unimep. Além de disponível na biblioteca digital da Unicamp, a tese também foi publicada nas revistas Pharmacologyonline e no Journal of Cosmetic Dermatology. 


Edição e texto: Assessoria de Comunicação e Imprensa
Fotos: Fábio Mendes
Última atualização: 22/03/2012

registrado em: