Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Um Novo Olhar, de Denise Storer, abre exposições no Taquaral

Um Novo Olhar, de Denise Storer, abre exposições no Taquaral

por Universidade Metodista de Piracicaba — publicado 04/08/2012 11h42, última modificação 26/04/2016 18h48

Com o início das aulas, nesta segunda-feira, 6, as exposições artísticas retornam ao hall do prédio administrativo da Unimep. A primeira delas é Um Novo Olhar, da artista Denise Storer, que pode ser visitada até 17 de agosto no campus Taquaral. Nela estarão reunidas cerca de 30 obras de tamanhos que variam entre 40 x 50 centímetros e 100 x 150 centímetros. As composições são em estilo moderno e produzidas com a técnica de tinta acrílica sobre painel. As visitações acontecem de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h, e aos sábados, das 8h às 16h. A entrada é gratuita. 

Um Novo Olhar é uma mostra itinerante e reúne imagens sobre paisagens, flores e figuras humanas. Nesta edição, a iniciativa conta ainda com obras inéditas, confeccionadas exclusivamente para a exposição na Unimep. Para a exposição, ela uniu pesquisas e buscas por novas formas e cores com o seu gosto de retratar Piracicaba. 

“Uni dois objetivos e surgiu esse trabalho figurativo com uma nova linguagem de coisas que retratei e de que gosto muito. Sempre trabalhei com as coisas que para mim são verdadeiras e trazem alguma emoção”, destaca Denise. Os trabalhos expostos estão à venda e os valores variam entre R$ 500 e R$ 1.800.

CARREIRA 

Natural de Piracicaba, Denise Storer tem uma longa história de amor com a arte. São mais de 40 anos de uma trajetória com diversas exposições e premiações. Denise recebeu o prêmio aquisitivo do Salão de Belas Artes de São Paulo, a medalha de ouro e aquisição do Salão de Belas Artes de Ribeirão Preto, a medalha de ouro do Salão de Belas Artes de Piracicaba, entre outros. 

“A arte sempre fez parte da minha vida. Elas estão vinculadas e não vivem separadas. Ela é minha amiga, no sentido de receber nas telas e papéis tudo o que sinto, desde as coisas alegres até as tristes, e, calada, me consola em todos os momentos”, conta a artista. 

Texto: Elaine Pereira
Fotos: Divulgação
Edição/jornalista responsável: Celiana Perina
Última atualização: 04/08/2012

registrado em: