Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Unimep apoia iniciativa nacional contra o mosquito Aedes Aegypti

Unimep apoia iniciativa nacional contra o mosquito Aedes Aegypti

por Universidade Metodista de Piracicaba — publicado 19/02/2016 11h07, última modificação 26/04/2016 18h53

Alunos, docentes, professores, funcionários e visitantes da Unimep têm motivos a mais para ficarem de olho no mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, febre amarela e chikungunya nessa sexta-feira, 19. Nessa data, a universidade apoia e participa do Dia Nacional de Mobilização da Educação para o Combate ao Aedes Aegypti e Contra o Zika, que ocorre em todo o país. A iniciativa é da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior, do Ministério da Educação (MEC) e envolve as instituições de educação superior participantes do Pacto da Educação Brasileira Contra o Zika.

Na Unimep, além de os funcionários do Departamento de Administração dos campi permanecerem alertas para evitar e eliminar possíveis criadouros, várias outras ações são realizadas constantemente. Já com o início das aulas, ocorrido no último dia 11, foram promovidos eventos de recepção aos calouros dos quatro campi. Nesses encontros, o alerta ao mosquito foi transmitido aos novos alunos pelo próprio reitor da Unimep, o prof. Gustavo Jacques Dias Alvim, que orientou a comunidade a permanecer atenta e informar funcionários responsáveis, caso se deparem com possíveis criadouros.

Além disso, o combate à dengue e ao mosquito é rotina em todos os campi e compõe a programação de vários eventos acadêmicos. De acordo com Juscelino Monção, gerente dos campi da Unimep, locais que podem servir de criadouros do mosquito são diariamente verificados em todos os campi e, se encontrados, os espaços que podem ocasionalmente acumular água são imediatamente eliminados. Cuidados com as plantas também são constantes, bem como o tratamento da piscina do campus Taquaral com cloro.

Além disso, nas semanas de estudos das graduações, nos eventos institucionais, e nos atendimentos à comunidade em geral, principalmente na área da saúde, ocorrem palestras e campanhas de divulgação que incluem a entrega de folhetos e orientações para combater o mosquito e dicas para eliminar criadouros. Também já foram produzidas matérias para o site da universidade, para o boletim interno e postagens para as mídias sociais da Unimep.

No entanto, todos podem e devem colaborar para evitar a proliferação do mosquito. Dentre as práticas recomendadas pela médica da universidade Fabíola Bergamo Machado estão:

- Não deixar recipientes que possam acumular água parada e limpa;

- Divulgar as informações sobre prevenção e sintomas da dengue;

- Em caso de suspeita de dengue, procurar serviço de saúde para consulta médica e confirmação do diagnóstico.

Confira aqui outras dicas a serem adotadas e praticadas periodicamente para evitar criadouros do mosquito.

Na Unimep, o Dia Nacional de Mobilização da Educação para o Combate ao Aedes Aegypti e Contra o Zika conta com o apoio da Reitoria, das Coordenações de Graduação; de Pesquisa e Pós-Graduação e da Coordenação de Extensão e Assuntos Comunitários, dos diretores das faculdades e coordenadores de cursos.

 
Texto: Assessoria de Comunicação e Imprensa
Fotos: banco de imagens 
Edição e Coordenação: Celiana Perina
Última atualização: 19/02/2016

 

registrado em: