Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Unimep é certificada como instituição com forte atuação social

Unimep é certificada como instituição com forte atuação social

por Universidade Metodista de Piracicaba — publicado 29/09/2015 11h15, última modificação 26/04/2016 18h52

A Universidade Metodista de Piracicaba foi certificada pelo Ministério da Educação (MEC) como Instituição Comunitária de Educação Superior (ICES). A certificação atesta que a Unimep cumpre todos os requisitos de instituições com forte ação social, que são aplicar totalmente seus recursos no país, possuir transparência administrativa, realizar programas de extensão permanentes voltados à comunidade e oferecer serviços gratuitos à população, além de não possuir fins lucrativos.

Esses e os demais requisitos podem ser conferidos diretamente na Lei nº 12.881, de 12 de novembro de 2013, que regulamenta as instituições comunitárias. O texto você confere aqui: bit.ly/1FHdRh1 Apesar de ter obtido a certificação agora, a Unimep, por ser filantrópica  já cumpria os requisitos de Instituição Comunitária desde a sua fundação.


O QUE MUDA?

Josué Adam Lazier, professor doutor e coordenador de Extensão e Assuntos Comunitários, conta que com essa lei, as instituições classificadas como comunitárias, a exemplo da Unimep, podem participar de editais do Governo Federal, antes destinados apenas às instituições públicas, como o Proext, que destina verbas para projetos e programas de extensão universitária. Isso significa que a possibilidade de a universidade oferecer mais projetos que beneficiem a comunidade, com  os alunos, docentes  e funcionários  é maior, e que estes terão muito mais qualidade. O Proext, por exemplo, oferece financiamentos de até R$ 100 mil por projeto e de até R$ 300 mil por programa de extensão.

“Foi um grande ganho para Unimep, pois podemos concorrer com  as universidades públicas em editais de fomento, em especial, para extensão universitária. A instituição que tem projetos ou programas aprovados poderá ampliar a participação dos alunos e professores”, diz Lazier.

No momento, a Unimep participa com um programa. Além disso, a professora Márcia Aparecida Lima Vieira, coordenadora de projetos de extensão do Núcleo de Estudos e Programas em Educação Popular (Nepep), também é consultora ad hoc (exclusiva) do Proext. O professor Josué A. Lazier atua também como membro da Comissão Nacional de Extensão Universitária (Conex) do MEC e do Comitê Técnico Multidisciplinar, que é responsável pela avaliação das 3.200 propostas apresentada ao Edital Proext 2016.

Texto: Serjey Martins
Fotos: Bob Calligaris
Edição/coordenação: Celiana Perina
Última atualização:  29/09/2015

 

 

registrado em: