Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Unimep firma parceria e fortalece convênios com instituições alemãs

Unimep firma parceria e fortalece convênios com instituições alemãs

por Universidade Metodista de Piracicaba — publicado 25/11/2011 10h00, última modificação 26/04/2016 18h48

A possibilidade de ampliar o número de universitários de graduação, mestrado e doutorado para participar dos programas de intercâmbio; estimular docentes para apresentação de projetos de pesquisa; além de firmar novas parcerias e fortalecer as já existentes foram os principais resultados da viagem realizada pelo reitor da Unimep e diretor-geral do IEP (Instituto Educacional Piracicabano da Igreja Metodista), Clovis Pinto de Castro, à Alemanha na última semana de outubro. A visita foi intermediada e acompanhada pelo professor Klaus Schützer, diretor do Laboratório SCPM (Sistemas Computacionais para Projeto e Manufatura) e professor do curso de pós-graduação em engenharia de produção da Unimep. 

Dos compromissos realizados na Alemanha, destacam-se a assinatura de uma nova parceria entre a Faculdade de Engenharia, Arquitetura e Urbanismo (Feau) da Unimep, e a Hochschule RheinMain (HSRM), em Rüsselsheim, na qual Schützer atuará como coordenador. 

“Atualmente, as parcerias estão focadas na área de engenharia, mas percebo que também possibilitam atuação em outras frentes, como arquitetura e urbanismo e ciências biológicas, por exemplo”, destaca Castro. Os convênios existentes entre a Unimep e as instituições alemãs ocorrem por meio do Laboratório de Sistemas Computacionais para Projeto e Manufatura da Faculdade de Engenharia, Arquitetura e Urbanismo. 


VISITAS 

As universidades, institutos e os centros de pesquisa visitados pelo reitor foram em Darmstadt, a Technische Universität Darmstadt (TUD), parceira da Unimep desde 2002; Institut für Produktionsmanagement, Technologie und Werkzeugmaschinen (PTW), parceiro do Laboratório SCPM desde 1995; Fachgebiet Datenverarbeitung in der Konstruktion (DiK), parceiro desde 1995; Fachgebie Architektur - Project Solar House; Fachgebie Architektur - Fachgruppe Informations - und Kommunikationstechnologie in der Architektur e o Fraunhofer-Institut für Graphische Datenverarbeitung (IGD), segundo Schützer, o mais importante instituto de computação gráfica da Europa. 

Já em Stuttgart, foram visitados o Fraunhofer - Institut für Grenzflächen - und Bioverfahrenstechnick - Fraunhofer IGB , e em Berlin: o Technische Universität Berlin (TUB), parceiro da Unimep desde 2008; o Institut für Werkzeugmaschinen und Fabrikbetrieb (IWF), parceiro do SCPM desde 2005; Produktionstechnisches Zentrum (PTZ) e Fraunhofer Institut für Produktionsanlagen und Konstruktionstechnik (IPK), também parceiro do laboratório desde 2005. 

Para Schützer, os contatos também fortalecem o intercâmbio de professores e alunos. “A partir dos projetos Bragecrim (FedMan e HoliMan) coordenados por mim e pelo professor Alvaro Abackerli, recebemos da Capes 20 bolsas do programa Ciência Sem Fronteiras, para selecionarmos alunos para intercâmbio na Alemanha”, conta. Atualmente, há dois alunos da Unimep na Alemanha, na TU Berlin e na TU Darmstadt. Há ainda um universitário que participará do programa no início de 2012. 

Além de encontrar os unimepianos, Castro conta que na passagem pelo país, ficou impressionado com o índice de participação das empresas privadas e organismos públicos nas ações e iniciativas de institutos que trabalham com pesquisas na área de tecnologia aplicada. “Em Darmstadt, por exemplo, conheci uma fábrica ensino, que pelo modo de funcionamento, pode servir de modelo para futuras iniciativas nos parques tecnológicos de Piracicaba e de Santa Bárbara d´Oeste”, diz o reitor. 

Segundo Schützer, a fábrica, que é vinculada a TU Darmstadt, tem por objetivo tanto o treinamento de alunos, como também o de pessoal de empresas em nível técnico, engenharia e gerência.  “É uma iniciativa que serve hoje de referência na Alemanha e na Europa, e para a qual procuro parceiros industriais e apoio governamental para montarmos na Feau/Unimep. Se conseguirmos o apoio governamental e também de empresas, o PTW se comprometeu em transferir todo o know-how desenvolvido aqui”, detalha Schützer.


Texto:
Angela Rodrigues
Edição/jornalista responsável: Celiana Perina
Fotos: divulgação
Última atualização: 25/11/2011

registrado em: