Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Unimepiana de eng. de alimentos é engenheira da Ajinomoto

Unimepiana de eng. de alimentos é engenheira da Ajinomoto

por Universidade Metodista de Piracicaba — publicado 14/08/2015 11h49, última modificação 26/04/2016 15h52

Com uma trajetória repleta de desafios, mas também com muita determinação, Simone Rodrigues dos Santos Salvaia, 29, tem motivos de sobra para orgulhar-se de sua carreira. A unimepiana é engenheira sênior na área de pesquisa e desenvolvimento da Ajinomoto. Seus principais desafios iniciaram na fase universitária quando ela teve de conciliar trabalho e estudos, período em que dormia pouco, mas estudava muito.

A recompensa veio quando recebeu o prêmio de melhor aluna de engenharia de alimentos 2010 e também ao saber que foi selecionada para entrar na multinacional japonesa, Ajinomoto, na área de engenharia de processo. A unimepiana é destaque da Ouro da Casa, série de reportagens sobre a trajetória e conquistas profissionais de ex-alunos da universidade. Confira os melhores trechos da entrevista:

Unimep - Por que escolheu cursar engenharia de alimentos?

Simone Salvaia - Para escolher cursar engenharia de modo geral é porque uma pessoa tem certa afinidade com exatas, então isso já me direcionou a escolher esse ramo. No caso, a especialidade alimentos - foi pensando na engenharia que reunia também a parte biológica, que era outra área a qual tinha interesse. O que posso afirmar é que o resultado foi melhor do que o esperado. Adoro minha profissão e não me vejo trabalhando em outra área que não seja relacionada à engenharia de alimentos.

Unimep - Cite um fato de sua trajetória profissional que considera inesquecível e por quê?

Simone - Mesmo tendo me formado em 2010 trabalho na área desde 2008 e nesses sete anos de atuação ocorreram vários momentos inesquecíveis como: o estágio em uma empresa de consultoria, com grande aprendizado. Entretanto, pensando em destacar o que me faz lembrar com muito orgulho profissional foi a experiência de trabalhar com engenharia de processo, especificamente em um projeto de redução de custo da linha de produção que, além do retorno financeiro para a empresa, trouxe outros méritos como: satisfação do operador de produção, maior segurança, maior flexibilidade e menos impacto ambiental. Por esses motivos, considero esse momento na minha trajetória até agora como sendo inesquecível.


Unimep - Quais são as lembranças do período como universitária?

Simone - As lembranças são das aulas práticas nos laboratórios principalmente das disciplinas de tecnologia e processamento de alimentos, as quais utilizavam a planta industrial. Saudades do clima universitário, dos amigos da sala, dos professores Valmir, Patrícia, Angela e Leila, e dos momentos vividos durante os cinco anos de graduação.


Unimep - Cite três dicas para recém-formados?

Simone - Prestar todos os programas de trainees;

Buscar oportunidades variadas na indústria alimentícia: área de compras, processo, desenvolvimento, vendas, marketing, enfim há uma gama de opções dentro da indústria. Além disso, para quem quiser algo mais, a consultoria é um ramo muito interessante e desafiador.

Ter força de vontade, ser proativo para fazer a diferença e acreditar em si mesmo.
 

Texto: Stefanie Araujo
Fotos: acervo pessoal
Coordenação/edição:  Celiana Perina
Última atualização: 14/08/2015

registrado em: