Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Unimepiano de gastronomia investe em formação no exterior e empreendedorismo

Unimepiano de gastronomia investe em formação no exterior e empreendedorismo

por Angela Rodrigues publicado 26/07/2019 08h00, última modificação 26/07/2019 19h10

Graduado na segunda turma do curso tecnológico de gastronomia da Unimep, Paulo Rafael Cardoso, 35, pode vivenciar distintas experiências e transformações após a formação universitária. Atualmente ele vive no Japão, e busca estudar em outros países para investir em seu próprio negócio.

Após concluir o curso de graduação na Unimep, Cardoso passou por várias experiências na área e tornou-se diretor executivo de empresas, quando reforçou o sonho de investir em negócio próprio. Em entrevista ao Acontece Unimep, ele contou sobre a trajetória profissional e relembrou o período como universitário. Acompanhe:

Acontece Unimep – Pode contar a sua trajetória profissional após a graduação?

Paulo Rafael Cardoso – Eu continuei trabalhando nas empresas dos meus pais (frigorífico de pescados e restaurante japonês) por mais um ano. No fim de 2009, fui para Austrália para aprimorar o inglês e adquirir mais experiência na área da gastronomia.  Lá, trabalhei por um ano como auxiliar de cozinha em café, cozinheiro em churrascaria brasileira e aprendiz de chefe em hotel.  Também fiz intercâmbio escolar na Suécia de julho 2001 a julho 2002, e cursei inglês na Inglaterra por seis meses.

Ao retornar ao Brasil, em 2011, assumi a chefia do restaurante da família. Atuei como chefe de cozinha por mais dois anos, e, em 2013, acumulei a direção executiva das duas empresas. Em 2013 cursei MBA em Gestão Empreendedora de Negócios, com intuito de me aprimorar em administração de forma mais ampla e aplicada, pois sentia que não tinha conhecimento teórico para gerir as duas empresas.

Após o curso, iniciei atividade paralela ao meu negócio: consultoria para bares e restaurante, elaboração de cardápios, treinamento de equipe, auxílio na compra de equipamentos, utensílios e produtos e acompanhamento do projeto na inauguração.

Com a crise que se instalou no Brasil a partir de 2015, e com dificuldades financeiras para continuar com as empresas, resolvemos parar as atividades. Atualmente moro no Japão, mas infelizmente não atuo na área.

Acontece Unimep – Qual a sua dica aos jovens que pensam em investir em formação e experiência no exterior?
Cardoso – Aconselho muito a optar por um intercâmbio, seja qual for o caráter ou objetivo. É sempre válido viver uma experiência internacional, principalmente quando falamos em gastronomia, hotelaria ou turismo, em que a Europa, Ásia e Oceania são referência. Pessoalmente foi muito importante, a minha vida mudou totalmente depois do meu intercâmbio para Suécia, me tornei outra pessoa. Para um adolescente, aos 18 anos, não imaginava o que seria conviver em uma cultura totalmente distinta, sociedade organizada, educação civilizada, ou seja, foi uma escola da vida. 

Agora pensando profissionalmente, as experiências da Inglaterra e Austrália foram um agregado muito interessante porque a exigência e convivência profissional é diária, muito qualificada, e isso posteriormente me ajudou no “time” da cozinha, no “feeling” do salão, na argumentação com a clientela. Enfim, é muito enriquecedor!

 

Acontece Unimep – Como o curso de gastronomia contribuiu para a sua formação acadêmica e pessoal?
Cardoso – O curso me deu base para iniciar as atividades no meu próprio negócio. Pessoalmente, fiz muitos amigos, dos quais ainda nos falamos atualmente. A gastronomia, para mim, hoje é uma paixão!

 

Entrevista e texto: Daniela Borges
Edição: Angela Rodrigues
Fotos: acervo pessoal Paulo Rafael Cardoso
Última atualização: 26/07/2019