Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Unimepianos que participam de intercâmbio contam sobre a vivência

Unimepianos que participam de intercâmbio contam sobre a vivência

por Universidade Metodista de Piracicaba — publicado 18/12/2013 14h37, última modificação 26/04/2016 18h50

Conhecer diferentes culturas, explorar conhecimentos e adquirir vivência internacional são fatores de importância tanto na vida acadêmica quanto na profissional. Ter a oportunidade de participar de um intercâmbio auxilia no desenvolvimento do estudante, que além de aprimorar sua fluência na língua estrangeira, também se torna mais independente. Uma das maneiras de conseguir realizar estes objetivos é por meio dos programas de intercâmbio oferecidos pela Assessoria para Assuntos Internacionais. Neste sentido, três universitários que estão inseridos  em programas de intercâmbio pela Unimep contam sobre as experiências de viver em outro país. Confira os relatos de:

Diego Marcondes, estudante do curso de negócios internacionais. Faz intercâmbio na Nagasaki Wesleyan University, no Japão. Retorna ao país em fevereiro de 2014. “Para mim está sendo uma experiência maravilhosa a vida no Japão. Já estou aqui há um ano e meio, mas mesmo assim sempre tem algo da cultura nipônica que me surpreende. Quando cheguei, só sabia dizer ‘boa tarde, boa noite e obrigado’, ou seja, basicamente nada. Com a ajuda da universidade consegui vários estágios que me proporcionaram uma maior interação com o povo japonês. Iniciei junto com um amigo meu próprio programa na rádio municipal, está sendo uma experiência de vida que jamais havia pensado que com tão pouco tempo eu poderia ter. Além disso, a universidade nos guia a diferentes trabalhos voluntários, que nos colocam diretamente em contato com a cultura japonesa \"in loco\". 

Quanto à convivência na universidade, o alojamento é pequeno, mas atende as necessidades. O fato de estar localizado dentro da universidade facilita. Sem contar a oportunidade de conhecer e respeitar as diversas culturas e opiniões das pessoas.   A cidade aqui é bem pequena, mas a infraestrutura japonesa é invejável. A estação de trem é próxima da universidade e, com este meio de transporte é fácil se locomover. No fim deste ano farei a prova que certifica meu nível de japonês. Aproveito para agradecer a Unimep por esta oportunidade única. Em fevereiro estou retornando ao Brasil, deixando amigos eternos por aqui”. 


Ana Carolina Godoy Artuso
(foto acima), 23, estudante de arquitetura e urbanismo. Faz intercâmbio na Universidad Sevilla, na Espanha, e retorna em fevereiro de 2014. “É tudo maravilhoso, simplesmente estou amando morar aqui, ver como a cidade funciona e como as pessoas se sentem parte do lugar. Como estudante de arquitetura e urbanismo, posso dizer que um mês já mudou minha forma de ver e entender os espaços. Quem tiver a oportunidade de viver essa experiência, super indico e, faço questão de divulgar o intercâmbio da Unimep”.

 

Gabriel Costa Claudino (foto à dir.), 23, estudante de negócios internacionais. Faz intercâmbio na Universidad Del Centro Educativo Latinoamericano (UCEL), na Argentina. Retorna em dezembro deste ano. “A experiência aqui em Rosário tem sido fantástica! Tenho aprendido cada dia mais o castelhano, e posso dizer que entendo e falo quase tudo. Me viro bem com o idioma nas aulas da faculdade, até agora só nota boa. O que me encantou foi a qualidade dos professores da UCEL, são prestativos, sempre me perguntam se estou entendendo, e se colocam à disposição.

A cidade é maravilhosa, é grande, mas ao mesmo tempo tranquila, tem um rio lindo, gente boa e muitas coisas para fazer. Se locomover aqui é muito fácil, o sistema de transporte público funciona e há táxis por todos os lados. Tenho feito muitos amigos. A galera aqui adora saber sobre o Brasil e a grande maioria passa as férias em praias brasileiras. E por mais que exista toda essa rivalidade com o futebol, eles amam o Brasil. Falando em futebol, eles são realmente fanáticos. O campeonato argentino é bem disputado e todos são apaixonados por seus times. 
Aqui é movida pelo clássico Newells Old Boys x Rosario Central. Além disso, tenho jogado bola 3 ou 4 vezes por semana, tem sido muito bom. Apesar da saudade do Brasil, posso dizer que me sinto em casa aqui. Queria agradecer a Unimep por me proporcionar essa experiência sensacional de intercâmbio. Indico a todos que querem aprender o castelhano e ter história para contar!”.


Texto: Jéssica Rodrigues
Fotos: divulgação
Coordenação/edição de texto: Celiana Perina
Última atualização: 18/12/2013

registrado em: