Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Universitários desenvolvem atividades com crianças do Bom Menino

Universitários desenvolvem atividades com crianças do Bom Menino

por Universidade Metodista de Piracicaba — publicado 17/08/2015 12h03, última modificação 26/04/2016 18h52

Um grupo de nove alunos de distintos cursos da Unimep desenvolve, desde outubro de 2013, atividades educativas com 74 crianças e adolescentes com idade até 18 anos, atendidas pela Casa do Bom Menino de Piracicaba. A iniciativa é resultado do projeto de extensão Educação e Saúde com Crianças e Adolescentes em Situação de Vulnerabilidade Social.  As atividades desenvolvidas pelos unimepianos focam a alfabetização, letramento, autoestima, identidade, história de vida, sustentabilidade e qualidade de vida das crianças e adolescentes e ocorrem na própria instituição.

O projeto, vinculado ao Núcleo de Estudos e Programas em Educação Popular (Nepep) e à Coordenação de Extensão e Assuntos Comunitários da Reitoria da Unimep, conta também com a parceria das instituições Alfabetização Solidária, a Alfasol, organização não governamental que dissemina o desenvolvimento social por meio de práticas educativas sustentáveis, e The Resource Foundation (TRF), que apoia programas de desenvolvimento local na América Latina e no Caribe.

Os estudantes que atuam no projeto são: Eliane de Santana Macedo e Keren Cristina Vieira dos Santos, alunas do curso de pedagogia; Janaina Paulino da Silva, do curso de nutrição; Mariana Raquel Castro de Francisco, estudante de farmácia; Raíza Cruz de Souza, Carlos Bruno de Castro e Ednaldo Aparecido de Morais, estudantes de psicologia; Rodrigo Guilherme de Melo Correa, aluno do curso de história e Vanessa Araújo Silva, que cursa fisioterapia. Os alunos trabalham sob a coordenação de José Eduardo Fonseca e Márcia Aparecida Lima Vieira, docentes e coordenadores de projetos de extensão do Nepep.

RESULTADOS

Para Elaine Cristina Moraes Santos, coordenadora de projetos da Casa do Bom Menino, o compromisso dos professores e dos alunos, que atuam com um olhar individualizado e sensível às demandas da instituição, contribui imensamente para que a equipe possa promover um trabalho mais qualificado.

Dentre os resultados observados por ela, após o desenvolvimento do projeto, estão a promoção de ambiente mais acolhedor, educativo e lúdico para as crianças e adolescentes; reconhecimento maior das individualidades, habilidades e potenciais; participação mais intensa dos acolhidos nas atividades; melhoria no rendimento escolar e estabelecimento de relações de confiança. Também por meio do projeto, foi possível a construção de três bibliotecas na instituição, idealizadas para favorecer a aprendizagem e estimular a leitura dos acolhidos.


Texto: Assessoria de Comunicação e Imprensa
Fotos: Bob Calligaris
Coordenação e edição: Celiana Perina
Última atualização: 17/08/2015

registrado em: