Há Esperança!

por Angela Rodrigues publicado 08/02/2019 03h00, última modificação 15/04/2019 13h41

Hoje, para glorificar o nome de Deus, produzi esta abençoada devocional sobre casamento, não sabendo se é o que você precisa ler e meditar, mas confiando que existem pessoas que necessitam desta palavra orientadora. Muitas famílias têm sido atingidas, estão passando por crises, experimentando dissabores. Nosso intento, neste caso, é ajudar e contribuir para que casamentos sejam fortalecidos e em consequência, famílias ganhem em comunhão e paz.

É certo que este assunto não agrada a todos, mas a maioria das pessoas não vai começar a ler conselhos de casamento porque eles estão simplesmente sobrecarregados de outros e outros problemas cotidianos. Uma coisa podemos ter certeza, é que se você está lendo esta devocional, você provavelmente tem uma boa razão para isso. Continue a leitura, ela visa abençoar o teu lar.

A suposição que faço quando escrevo é que nem sempre os leitores estão lendo por prazer, mas porque estão procurando ajuda. Eu sei que eles podem estar lutando com um problema difícil em seu casamento, podem encontrar-se frustrados com o marido ou sua esposa, ou mesmo indiferente. Alguns relacionamentos podem parecer tão fraturados e danificados que parece que nenhuma quantidade de leitura devocional ou livros podem salvá-lo. 

Em alguns casos, a situação matrimonial está tão difícil, que algumas destas pessoas podem ter acabado de sentir que esta leitura é a última parada antes do divórcio. Mas, se qualquer uma dessas descrições entrar em ressonância com você, quero que você confie numa declaração muito simples que eu tenho sobre o seu casamento: HÁ ESPERANÇA.

Há esperança, não importa quão mal as coisas pareçam no momento; há esperança, não importa o quão frustrado você se sinta; há esperança, não importa quanta dor e mágoa você tenha experimentado; há esperança, não importa o quão tenso seu relacionamento tenha se tornado; há esperança, mesmo se você se sentir completamente fora de sincronia com seu cônjuge; há esperança, mesmo que as únicas palavras que você diz sejam prejudiciais; há esperança, mesmo que tudo o que você veja seja o fim de um caso de amor desfeito; e, há esperança, mesmo quando o divórcio parece ser a única opção.

No início da maioria dos casamentos, cometemos erros que beiram o irreparável, erros que quase destroem a base do casamento, e só não houve ruína porque esta base foi uma base muito forte para começar. Pela graça de Deus, o Senhor deu e dá forças para resistirmos a essas tempestades. Todos nós, os casais que superaram seus dilemas e crises, encontramos no Senhor o ânimo e a sabedoria para seguir em frente. Houve oração, diálogo e consagração do nosso casamento a Deus, porque somente Ele pode curá-lo.

Na superação, aprendemos algumas verdades profundas que alteram a vida sobre nós mesmos e o propósito de Deus para nosso casamento, por isso, temos compartilhado essas verdades simples com outras pessoas. Nós vimos Deus fazer coisas incríveis com casamentos que estavam desabando, já vimos tantos casamentos feridos serem restaurados. 

Bons casamentos podem se tornar ótimos, confie e acredite, não desista do seu casamento, porque há esperança. Sempre há esperança.

Tenha uma semana abençoada, lute pelo seu casamento e nunca desista da sua família.


Reverendo Luiz Rodrigues Barbosa Neto – Pastoral Universitária